Bem-vindo ao Criando o Windows 8

Criando o Windows 8

Nos bastidores com a equipe de engenharia do Windows

Bem-vindo ao Criando o Windows 8

Rate This
  • Comments 26

Criar a nova versão do Microsoft Windows é uma iniciativa de todo o setor que a Microsoft encara com muita responsabilidade e humildade. O Windows 8 reinventa o Windows para uma nova geração de dispositivos de computação e será o melhor sistema operacional para centenas de milhões de PCs, novos e antigos, usados por mais de um bilhão de pessoas no mundo.

Estamos nos dedicando muito ao design e a criação do Windows 8 e, hoje, queremos começar um diálogo aberto com as pessoas que testarão a versão de pré-lançamento nos próximos meses. Pretendemos postar regularmente durante todo o desenvolvimento do Windows 8 e nos concentrar na engenharia do produto. Bem-vindo ao “Criando o Windows 8” ou “B8”, como o chamamos.

Para a equipe do Windows, este blog é uma parte importante do desenvolvimento do Windows 8, assim como foi o blog do Windows 7. O blog nos permite manter com você um diálogo sobre opções de design, dados e uso no mundo real e novas oportunidades que fazem parte do Windows 8. Juntos, iniciaremos a rara aventura de levar um produto importante para o mercado. Estamos realmente ansiosos para falar sobre o desenvolvimento do Windows 8 e interagir seriamente com a entusiasmada comunidade de usuários finais, desenvolvedores e profissionais de informação.

Reinventando o Windows, dos chips à experiência

O Windows 8 reinventa o Windows. Essa é uma grande afirmação que será recorrente neste blog. Também é importante deixar claro que estamos totalmente comprometidos em executar o software e dar suporte ao hardware compatível com mais de 400 milhões de licenças do Windows 7 já vendidas e todas as licenças que ainda serão vendidas.

Mas muita coisa mudou desde o Windows 95 (última vez em que o Windows passou por uma revisão completa), quando a metáfora "desktop" foi definida. Hoje, a cada três PCs, dois são móveis (laptops, netbooks, notebooks, tablets, slates, conversíveis etc.). Quase todo PC é habilitado para a conectividade sem fio. O tamanho das telas varia de uma com menos de 10" para uma com a extensão de uma parede ou várias telas HD. O armazenamento saltou de megabytes para terabytes e migrou para a nuvem. A aparência dos celulares, com tela sensível ao toque e sofisticados recursos, mudou totalmente a nossa maneira de enxergar a computação. Mais do que tudo, a computação está muito mais orientada aos aplicativos e às pessoas do que ao sistema operacional em si ou aos dados. Essas mudanças no cenário motivam as grandes alterações no Windows, dos chips à experiência.

Mostramos uma prévia do Windows 8 em junho, demonstrando a experiência do usuário e fornecendo uma atualização no suporte ao ARM SoC. O próximo evento importante para o Windows é a nossa conferência BUILD em setembro, na qual forneceremos aos desenvolvedores mais detalhes sobre o espectro completo de ferramentas e recursos disponíveis para aproveitar ao máximo o Windows 8. Este blog é uma oportunidade para discutirmos os detalhes e darmos uma amostra dos bastidores da evolução do Windows 8.

Em nossa prévia em junho, começamos mostrando a experiência do usuário, porque essa é a alteração mais visível no Windows. Pode estar certo de que projetamos cuidadosas alterações na gama completa de recursos do Windows. Por isso, o desafio agora é decidir por onde começar a nos comunicar.

Sabemos que as pessoas que se preocupam muito com rede querem saber dos nossos planos sobre isso. As pessoas que investem muito em armazenamento querem saber quais as novidades nessa área. Muitos querem saber sobre desempenho e conceitos básicos. Sabemos que desenvolvedores, profissionais de TI e aficionados por jogos querem saber as novidades nessas áreas. O pacote do Windows 8 engloba tantos elementos e são tantas as perspectivas, singulares e importantes, em relação ao Windows 8 que queremos dedicar nosso tempo para abordar todos os tópicos possíveis e mostrar o que nos levou a desenvolver o Windows dessa forma. Portanto, nas próximas semanas, simplesmente começaremos a expor os detalhes sobre os recursos, já que não existe um ponto de partida óbvio a ser tratado, diante de perspectivas tão diversas. Conceitos básicos, interface do usuário, suporte ao hardware e muito mais: se um assunto for importante para você, prometemos que ele será abordado de alguma forma.

As pessoas têm demonstrado uma certa insatisfação diante do pouco que revelamos até o momento sobre o Windows 8. Sem dúvida, aprendemos com as lições do passado sobre os riscos de falar sobre os recursos antes de estamos seguros de nossa capacidade de executá-los.

Nossa intenção com este blog de pré-lançamento é desenvolver uma boa dose de confiança naquilo que falamos, antes de afirmar qualquer coisa. A maior preocupação é a nossa responsabilidade perante os clientes e parceiros de não confundir prioridades, fazer alocações de recursos apressadas ou causar confusão estratégica entre as dezenas de milhares de pessoas como você que se importam e investem muito na evolução do Windows. Em vez de gerar tráfego ou criar expectativas, este blog foi criado para fornecer um diálogo sobre as complexidades e compensações do desenvolvimento do produto.

Foco na engenharia

Iniciamos o blog Engineering Windows 7 em 2008 por reconhecermos a necessidade de reengajar a comunidade e criar confiança em relação à engenharia e ao design do Windows. Com a engenharia do Windows 7, aprendemos grandes lições e renovamos nosso senso de responsabilidade com a comunidade.

Quando começamos a criar o Windows 8, adotamos esses valores e os colocamos em prática. O foco no desempenho, confiabilidade, compatibilidade, segurança e qualidade agora tem o respaldo do processo de engenharia, inclusive para criar uma nova geração do Windows. Com essas alterações, surgem novas maneiras de trabalhar em PCs com Windows, além de investimentos contínuos em hardware, software e periféricos.

Continuaremos falando sobre o desempenho e conceitos básicos da engenharia do Windows. Com os comentários recebidos sobre esses tópicos, a vontade de falar sobre eles mais detalhadamente ficou clara durante o desenvolvimento do Windows 7.

Iniciando a nossa conversa

Sabemos que o blog sobre o Windows 8 mostrará opiniões acaloradas de muitas pessoas, inclusive dos membros de nossa equipe. Em equipe, todos participarão, muitos escrevendo postagens, e todos lerão e considerarão seus comentários neste blog. Desenvolveremos, de forma construtiva, um diálogo com você. Também cometeremos erros e admitiremos quando isso acontecer. É quase certo que alguém se irritará com a equipe ou a comunidade (ou ambas), nas postagens do blog ou no produto (ou ambos). Seja como for, nos esforçaremos para manter diálogos construtivos com você, compartilhar os dados e, quando for necessário, fazer cuidadosas alterações.

Não hesite em nos enviar suas ideias através de comentários ou emails. Não poderemos responder a todas as perguntas que recebermos, mas suas sugestões de tópicos para o blog são bem-vindas. Também estamos disponibilizando este blog em diversos idiomas (em resposta aos comentários do blog Engineering Windows 7). Estas postagens serão exibidas em até 48 horas após a postagem em inglês.

Se você deseja receber notificações sobre as postagens, siga-nos no Twitter @BuildWindows8. Procure URLs curtas de "win8.ms" com links para postagens e vídeos.

Agora, pedimos apenas que você fique atento e se junte a nós nesta conversa sobre a engenharia do Windows 8.

--Steven Sinofsky