Desenvolvendo a pesquisa da tela Iniciar

Criando o Windows 8

Nos bastidores com a equipe de engenharia do Windows

Desenvolvendo a pesquisa da tela Iniciar

  • Comments 0

Dado o grande interesse pelo design da nova tela Iniciar, gostaríamos de nos aprofundar no tópico "pesquisa". Nos comentários, há um nítido interesse em eficiência e em produtividade profissional em geral. Em cenários profissionais, cada pressionamento de tecla faz a diferença. Um novo aspecto da plataforma do Windows 8 está na capacidade dos aplicativos com o estilo Metro de oferecer um "contrato" de pesquisa personalizada. Nesta postagem, vamos nos concentrar nas funcionalidades integradas de pesquisa para arquivos, configurações e aplicativos, que atualizam os recursos de pesquisa do Windows 7. Saiba mais conferindo a nossa //build/ sessão sobre pesquisa (em inglês), que fornece uma visão detalhada sobre o tópico desta postagem. À luz dessas informações, Brian Uphoff, um gerente de programas da nossa equipe de experiência de Pesquisa, Exibição e Comando do usuário, é o autor desta postagem.
--Steven

Em postagens anteriores (Desenvolvendo o menu Iniciar, Criando a tela Iniciar e Refletindo acerca dos comentários de vocês sobre a tela Iniciar), nós discutimos a evolução do menu Iniciar e a razão por trás de seu design. Também discutimos como mecanismos de organização e pesquisa são ferramentas poderosas que facilitam a localização e a inicialização de aplicativos. À medida que você instala mais e mais aplicativos, essas ferramentas ganham importância. Nas últimas versões, a pesquisa no menu Iniciar se consagrou como a maneira mais rápida de localizar e iniciar aplicativos, particularmente para usuários de teclado.

Enquanto planejávamos o Windows 8, queríamos garantir que a eficiência e a destreza da pesquisa no menu Iniciar do Windows 7 fosse mantida na nova tela Iniciar. Antes de nos aprofundarmos nos detalhes da nova experiência, vamos dar uma olhada rápida na evolução da pesquisa no menu Iniciar e em como as pessoas a estão usando hoje.

A evolução da pesquisa no menu Iniciar

Esta caixa de pesquisa no menu Iniciar que conhecemos hoje fez a sua primeira aparição no Windows Vista. Com ela, ficou bem mais fácil para os usuários pesquisar programas ou aplicativos, configurações e arquivos na área de trabalho e em pastas pessoais, como Documentos, Imagens, Músicas e Vídeos. A experiência de pesquisa agregava diferentes tipos de resultados em uma exibição com programas e configurações combinadas em um único grupo. Os resultados de uma consulta exibiam um pequeno conjunto de itens em grupos organizados de maneira heurística. Era necessário clicar em “Ver todos os resultados” para ver o resto no Windows Explorer, que agregava tudo em uma exibição desagrupada e não classificada.

Resultados da pesquisa mostrados no menu Iniciar, divididos em Programas, Favoritos e Histórico e ArquivosFigura 1: Pesquisa no menu Iniciar do Windows Vista

No Windows 7, expandimos os resultados para incluir tarefas detalhadas do Painel de Controle, além de páginas do Painel de Controle principal. Também separamos os itens de programas do Painel de Controle em um grupo único, o que permitiu que você focasse com mais facilidade no tipo de resultado que você estava procurando.

A experiência geral agregava diferentes tipos de itens e tinha um limite fixo de resultados que poderiam surgir. Isso porque o conjunto de resultados estava limitado ao tamanho do menu Iniciar. Quando clicava em um cabeçalho de grupo, você era direcionado ao Windows Explorer para acessar programas e arquivos ou ao Painel de Controle para acessar as configurações. Cada experiência tinha um tipo específico de exibição, embora a ordem dos resultados de pesquisa fosse diferente do que era mostrado no menu Iniciar. Mostrar uma exibição agregada no menu Iniciar comprometeria o desempenho, além do espaço, porque pesquisaríamos em todos os programas, itens do Painel de Controle e arquivos, mesmo que você estivesse procurando apenas um desses tipos de dados.

Resultados da pesquisa divididos em Programas (38), Painel de Controle (118), Documentos (316) e Músicas (24)Figura 2: Pesquisa no menu Iniciar do Windows 7

Ao olharmos para os dados que mostram como as pessoas estão usando o menu Iniciar para pesquisar no Windows 7, fica claro que a pesquisa para executar programas é a atividade mais frequente e importante que os usuários realizam com a pesquisa Iniciar.

Nossos dados de telemetria mostram que 67% de todas as pesquisas no Windows 7 são usadas para localizar e executar programas. A pesquisa por arquivos corresponde a 22% de todas as pesquisas do menu Iniciar no Windows 7, e a pesquisa por itens do Painel de Controle corresponde a 9%. A pesquisa por mensagens de email no Menu Iniciar é muito rara (menos de 0,05%). Os 2% restantes correspondem às pesquisas realizadas com o recurso “Executar”.

Gráfico de pizza mostrando 67% em Programas, 22% em Arquivos, 9% no Painel de Controle e 2% em Executar (comando e navegação)Figura 3: Dados de uso da pesquisa no menu Iniciar do Windows 7

A pesquisa no menu Iniciar do Windows 8

A pesquisa via menu Iniciar continuou a evoluir a cada versão. A experiência de pesquisa Iniciar do Windows 8 tem como base os recursos de pesquisa disponíveis no Windows 7 e fornece uma exibição única para cada um dos três grupos de sistema: aplicativos, configurações e arquivos. Essas exibições dos resultados de pesquisa são uma progressão natural dos grupos do Windows 7 e são facilmente acessíveis de qualquer ponto do sistema operacional por meio do botão Pesquisar ou de atalhos de teclado. Separar os resultados de pesquisa em exibições significa que podemos moldar a experiência para cada tipo de dado diferente. Por exemplo, a exibição de pesquisa Arquivo fornece a você filtros e sugestões de pesquisa enquanto você digita para concluir a consulta mais rápido.

No Windows 8, esperamos que as pessoas adquiram e instalem mais aplicativos do que nunca. Se tivéssemos continuado a usar a interface do menu Iniciar do Windows 7 para pesquisar por itens do Painel de Controle, você sempre veria resultados de aplicativos ou programas antes dos resultados do Painel de Controle, retirando muitos itens do Painel de Controle dos primeiros resultados. Esse e outros limites do design atual exigiram que desenvolvêssemos uma nova abordagem - especialmente se considerarmos o uso crescente de monitores maiores ou de telas com DPI maior, onde menus mais longos tornam-se mais difíceis de usar e navegar. No Windows 7, o número total de resultados mostrado no menu Iniciar era limitado. Dependendo do número de grupos com resultados correspondentes, uma média de 3 a 4 resultados eram mostrados por grupo. Raramente, todos os resultados para um grupo eram mostrados, e a organização dos resultados era bastante imprevisível.

Com o Windows 8, por outro lado, estamos seguindo um modelo que privilegia os aplicativos, no qual cada desenvolvedor de aplicativos compreende seus dados e usuários melhor, sabendo a melhor maneira de apresentar as informações. Usando esse mesmo modelo para a pesquisa, acreditamos que uma maneira rápida e consistente de acessar diretamente as configurações ou os resultados da pesquisa de arquivos oferece a você precisão e controle sobre o tipo de resultados que você está procurando. No Windows 8, cada exibição é moldada para o tipo de conteúdo que você está pesquisando e mostra todos os resultados, em vez de limitá-los por causa do espaço da tela.

Uma alteração que poucos notarão é que os resultados da pesquisa de arquivos não inclui mensagens de email e contatos. A inclusão da pesquisa de email nunca obteve o apoio generalizado dos clientes de email que esperávamos, embora ao menos um cliente de email a apoiasse (uma razão pela qual as pesquisas de email são raras no menu Iniciar <0,05% do total de pesquisas). Com a abordagem que privilegia os aplicativos no Windows 8, os aplicativos de email com o estilo Metro usarão o contrato do Windows Search para fornecer um conjunto avançado de resultados de pesquisa filtrados em uma exibição personalizada para email. Em comparação, clientes de email e outros aplicativos no Windows 7 não têm controle sobre como os seus resultados de pesquisa são apresentados.

Nós nos preocupamos, sobretudo, em garantir que o número de pressionamentos de teclas para localizar e iniciar aplicativos, configurações ou arquivos fosse igual, ou menor, do que no Windows 7. Introduzimos um conjunto de atalhos de teclado para ajudar os usuários a obter com rapidez e eficiência os resultados da pesquisa de configurações (tecla WIN + W) ou resultados da pesquisa de arquivos (tecla WIN + F), reduzindo, portanto, o número total de pressionamentos de teclas necessárias para localizar e iniciar configurações ou arquivos. Mostraremos mais adiante, com mais detalhes, como mantivemos e aumentamos a eficiência do teclado em todas essas exibições.

Pesquisando aplicativos

Os resultados da pesquisa de aplicativos mostram o conjunto total de aplicativos (seus nomes “amigáveis” e nomes dos executáveis) nos quais o termo da pesquisa corresponde ao nome. À medida que o número de aplicativos instalados aumenta, fica difícil navegar em uma longa lista para localizar um aplicativo pouco usado. A pesquisa ajuda a filtrar rápido e reduzir uma longa lista de aplicativos, pressionando poucas teclas. Queríamos preservar os mesmos padrões de uso do teclado do Windows 7. Não é necessário clicar primeiro no botão Pesquisar para iniciar a pesquisa. Basta começar a digitar na tela Iniciar que você verá na sua lista de filtros de aplicativos aquilo que está procurando.

Os resultados da pesquisa de aplicativos em tela inteira, com exibições alternativas (Configurações, Arquivos) exibidas abaixo da caixa Pesquisar.Figura 4: Resultados de pesquisa de aplicativos em tela inteira

Observe também que a classificação dos resultados de pesquisa de aplicativos com base na lista de programas mais utilizados do Windows 7 será preservada no Windows 8. Por exemplo, se você digitar ''paint'' no Developer Preview, você obterá 2 aplicativos como resultados de pesquisa: PaintPlay e Paint. Se você utiliza predominantemente o Paint, ele virá na frente do PaintPlay, pois você o utiliza com mais frequência. Portanto, quanto mais você utilizar a pesquisa de aplicativos, mais fácil será iniciar o Paint (ou outros aplicativos que você usa frequentemente).

Alguns de vocês indicaram que muitos usuários não descobrirão que eles podem simplesmente digitar para iniciar a pesquisa na tela Iniciar. A pesquisa é bastante associada à digitação. O padrão mais comum de pesquisa no menu Iniciar é o de abrir o menu Iniciar utilizando a tecla Windows ou clicando no botão Iniciar e digitando. O comportamento exato e eficiente é preservado no Windows 8, pois vimos que o mais importante para os usuários é a existência de um padrão. Nossa experiência nos testes com usuários, e também quando algumas pessoas na //build/ experimentaram o Develop Preview pela primeira vez, mostra que as pessoas tendem a descobrir esse recurso por acaso quando começam a usar o Windows 8. Estamos confiantes de que isso não será um obstáculo ao uso. Mesmo assim, o botão Pesquisar é bastante visível. Ao selecioná-lo, será possível ver a caixa Pesquisar.

O menu Iniciar do Windows 7 também inclui o recurso “Executar” para comandar e navegar no Windows. Isso também foi levado ao Windows 8 - A pesquisa Aplicativos dá suporte a tarefas como executar scripts e .exes no CAMINHO do usuário. A pesquisa continua a dar suporte a inicialização de pastas no Windows Explorer ao digitar caminhos inteiros. Por exemplo, digitando “C:\” nos resultados da pesquisa Iniciar no conjunto de pastas no drive C: que aparece abaixo da caixa de pesquisa. Pressionar a tecla de direção para baixo moverá a seleção através da lista e preencherá automaticamente o nome da pasta na caixa de pesquisa, permitindo que os usuário continuem a digitar para refinar mais ainda o caminho. É possível fazer o mesmo com caminhos UNC (\\foo\example). E, claro, a tecla WIN + R alternará para a área de trabalho e abrirá a caixa de diálogo Executar clássica, exatamente como você esperaria que acontecesse.

Digitando um caminho na pesquisa IniciarFigura 5: Digitando um caminho na pesquisa Iniciar

Pesquisando configurações

A experiência da pesquisa de configurações reúne todas as configurações e os itens do Painel de Controle de todo o sistema em uma exibição. Os resultados da pesquisa de configurações correspondem não apenas ao nome dos miniaplicativos ou tarefas do Painel de Controle, mas também às várias palavras-chaves que poderão descrevê-los. Também ouvimos as suas reclamações de que o desligamento não está disponível como um resultado de pesquisa e resolveremos isso junto com os aperfeiçoamentos à interface do usuário do Iniciar para o desligamento (lembre-se de que você poderá também usar o botão de energia ou fechar a tampa).

Resultados da pesquisa de configurações para ''notificações'' incluem Notificações, Ligar ou desligar as notificações, Tela de Bloqueio, Verificação de atualizações etc.Figura 6: Resultados de pesquisa de configurações em tela inteira

Pesquisando arquivos

O número de arquivos nos PCs continua crescendo ao longo do tempo, à medida que os usuários continuam a adquirir e criar mais documentos, músicas, fotos e vídeos. Nossa meta, enquanto remodelávamos a experiência da pesquisa de arquivos, era torná-la simples e completa, para que você possa localizar um arquivo rapidamente, sem ter de recorrer ao Windows Explorer.

Na pesquisa Arquivo, você também verá sugestões de pesquisa enquanto digita, o que irá ajudá-lo a completar a pesquisa de maneira rápida e eficiente. O indexador fornece essas sugestões de pesquisa com base no conteúdo e nas propriedades dos arquivos reconhecidos por ele. As sugestões de pesquisa são um conceito poderoso que se tornou popular e bastante utilizado na Web - eles ajudam a destacar termos de pesquisa relevantes com apenas alguns pressionamentos de teclas. No Windows 8, integramos sugestões à experiência da pesquisa de arquivos e também tornamos esse recurso disponível na plataforma para o uso de todos os aplicativos com o estilo Metro. Observe que esse recurso também inclui erros de digitação ou erros de ortografia e sugere termos de pesquisa corrigidos automaticamente enquanto você digita. Usar as teclas de direção para escolher sugestões preenche automaticamente o termo na caixa. Isso facilita a adição de mais termos à consulta e reduz rapidamente o conjunto de resultados para localizar aquele que você quer.

Você ainda poderá pesquisar usando AQS (Sintaxe de Consulta Avançada) do Windows 7. A AQS permite uma maior precisão e controle em uma consulta para que você obtenha os resultados desejados. Eis alguns exemplos de pesquisas de suas sintaxes de consulta avançada:

Consulta

Sintaxe de AQS

Localize todos os arquivos criados por Brian ou David

author: (Brian OR David)

Localize todas as fotos com um diafragma de 2,8 na qual nenhum flash foi usado

f-stop:2.8 flashmode:no flash

Localize todos os arquivos onde o nome do arquivo contém uma palavra começando com Metro e o tamanho do arquivo é maior do que 1MB

filename:$<Metro* size:>1mb

Incluem as sugestões build, bui, Blog, Brian Uphoff, BridgeFigura 7: Sugestões de pesquisa com base no conteúdo e em propriedades dos arquivos

Os resultados incluem Documentos, Vídeos, Imagens e OutrosFigura 8: Pesquisa de arquivos em tela inteira mostrando os resultados

Separar as pesquisas de aplicativos, configurações e arquivos em suas próprias exibições oferece espaço para que cada um deles se desenvolva e respire - dessa maneira cada um pode fornecer seu próprio formato de exibição ideal - diferente da lista única de resultados nas versões anteriores, que exigiam conformidade para alcançar agregação em um espaço limitado. Por exemplo, a exibição da pesquisa de arquivos também fornece filtros para refinar com facilidade os resultados com base no tipo de arquivo que você está procurando. A filtragem por tipo é uma maneira avançada de reduzir com eficiência o conjunto de resultados, independentemente do local onde o arquivo for salvo.

Agora também são exibidas mais informações relevantes e contextuais para cada arquivo, tornando a experiência da pesquisa mais completa. Isso ajuda a diferenciar resultados semelhantes e também esclarece a razão pela qual um resultado específico retornou, realçando a propriedade que correspondia ao termo pesquisado, algo que antes não era possível no menu Iniciar. Por exemplo, ao pesquisar pelo termo “performance” (desempenho), os resultados agora realçam onde houve correspondência com “performance”. Em um dos resultados, houve correspondência na propriedade "Title" (Título), e está claramente indicado dessa maneira no resultado. O resultado também mostra o tipo de arquivo e o tamanho para tornar mais claro a diferença entre os resultados.

A palavra "Performance" realçada em dois resultados de aquivosFigura 9 Os resultados da pesquisa de arquivos realçam a propriedade que corresponde ao termo de pesquisa

Passar o mouse sobre um resultado revela uma dica de ferramenta avançada com alguns detalhes adicionais. Por exemplo, para os resultados de vídeo mostrados abaixo, a dica de ferramenta avançada mostra a duração do vídeo, a altura do quadro, a largura do quadro, a data de modificação e o caminho completo para o arquivo. Usar o toque, pressionando e segurando um item, revela a dica de ferramenta.

A dica de ferramenta para o arquivo de vídeo da BUILD diz: 00:51:52, 540, 960, 9/16/2011 3:04 AM, C:\Users\srvaidya\Desktop\Session Video\121.wmvFigura 10: A dica de ferramenta avançada revela detalhes adicionais na pesquisa de arquivos

Desenvolvendo a destreza da pesquisa Iniciar

Desenvolver a eficiência e a destreza é uma meta central para a equipe de recursos da pesquisa Iniciar. Assim, usar o teclado para iniciar aplicativos, configurações e arquivos da pesquisa é uma parte muito importante da experiência da pesquisa Iniciar. Dedicamo-nos bastante à preservação dos padrões de teclados existentes, com os quais os os usuários comuns e avançados estão bem acostumados.

Nossos dados de telemetria mostram que muitos usuários aproveitam o menu Iniciar como uma maneira de comandar o Windows. Eles usam combinações de teclas específicas para iniciar os aplicativos de maneira eficiente. Por exemplo, pressionar a tecla WIN, digitar “calc” e pressionar ENTER inicia a Calculadora. Muitos usuários avançados sabem que digitar “cmd” e CTRL+SHIFT+ENTER abre um comando com privilégios elevados e que digitar “notepad c:\mynotes” cria ou abre um arquivo .txt. Se você assistir à demonstração do teclado em //build/ keynote, você verá muitos dessas combinações sendo usadas.

Esses padrões de teclado continuam a funcionar no Windows 8 da mesma forma que em versões anteriores. Pressionando a tecla WIN leva você à tela Iniciar. Basta começar a digitar na tela Iniciar que o painel Pesquisar abre automaticamente com o termo da pesquisa na caixa da pesquisa. A exibição é filtrada para mostrar os aplicativos que correspondem ao termo.

A maneira mais rápida de pesquisar por configurações e arquivos de qualquer ponto no sistema é usando um conjunto de atalhos de teclado introduzidos para aumentar a eficiência. Esses atalhos do Windows 8 reduzem o número de pressionamentos de teclas necessários para executar uma configuração ou arquivo a um número igual ao (ou menor do que em muitos casos) que era exigido no Windows 7. Alternativamente, você também pode usar o Painel de pesquisa, que indica o número de resultados correspondente à pesquisa em cada exibição, para alternar entre aplicativos, configurações, e pesquisas de arquivos.

Ícone do Windowse tipo

 

Pesquisa Aplicativos

Ícone do Windows+W

 

Pesquisa Configurações

Ícone do Windows+F

 

Pesquisa Arquivos

Figura 11: Atalhos de teclado da pesquisa Iniciar do Windows 8

Com base, em parte, nos comentários daqui, estamos trabalhando em uma alteração que esperamos disponibilizar em nossa versão beta, que levará você diretamente aos resultados da pesquisa de aplicativos quando você selecionar o botão Pesquisar na área de trabalho.

A eficiência do uso do teclado não se resume a simplesmente digitar para iniciar uma pesquisa. Às vezes, o aplicativo, configuração ou o arquivo que você quer executar não é o primeiro resultado mostrado. É possível usar as teclas de direção para rapidamente mover para baixo o aplicativo desejado na lista de resultados, e pressionar ENTER para iniciá-lo. A caixa branca que mostra o foco do teclado indica que aplicativo será iniciado ao se pressionar ENTER. Isso permite a você iniciar de maneira eficiente qualquer aplicativo, configuração ou arquivo que corresponda a uma pesquisa. No Windows 7, você só podia iniciar um dos 3 a 4 resultados com esse tipo de eficiência.

Quando olhamos alguns dos itens do Painel de Controle mais pesquisados pelas pessoas (por exemplo, pesquisando opções de energia usando o termo “energia”), ficou claro que porque favorecemos os resultados dos aplicativos em nosso design do Windows 7, “Opções de energia” era o quarto resultado, abaixo de todos os resultados de aplicativos do power shell. Se você instalou o Office e frequentemente usou o PowerPoint, você já viu o PowerPoint junto do Power shell (32 bits, 64 bits e o arquivo de Ajuda) à frente das ”Opções de energia”. Estendendo um design similar ao Windows 8 significaria que a posição do resultado “Opções de energia” continuaria a flutuar à medida que você instalasse mais aplicativos em seus sistema. Isso força você a examinar conjuntos de resultados cada vez maiores sempre que você pesquisar por um aplicativo, configuração ou arquivo em particular.

No Windows 8, também fornecemos a exibição do número de resultados por sistema, de maneira que você saiba imediatamente quantos aplicativos, configurações ou arquivos correspondem ao termo pesquisado. A alternação das exibições de pesquisa também foi criada para que você possa facilmente alternar as exibições sem tirar as mãos do teclado. No exemplo mostrado abaixo, para alternar a pesquisa das configurações, basta pressionar a tecla de direção para baixo que o foco alterna para configurações na lista da pesquisa. Pressione ENTER e você verá os resultados da pesquisa de configurações. Como mencionado anteriormente, você poderá continuar a usar as teclas de direção para escolher o item desejado e pressionar ENTER para iniciá-lo. Pressionar TAB permite que você alterne rapidamente entre a lista de resultados da pesquisa e o painel Pesquisar.

Abaixo da caixa Pesquisar estão: Aplicativos 0, Configurações 17, Arquivos 617.Figura 12: Nenhum resultado para aplicativos – mas use as teclas de direção para alternar para a exibição das configurações, que mostra 17 resultados

"Usuários" é selecionado, mas as teclas de direções podem ser usadas para navegar até o "Título de Usuários" ou "Personalizar o seu mosaico do usuário" ou "Contas do Usuário"Figura 13: Use as teclas de direções para escolher um resultado da pesquisa de configurações

A respeito do assunto anterior sobre a preservação da eficiência da pesquisa, eis alguns comparativos com o número de pressionamentos de teclas para execução de aplicativos frequentemente usados via pesquisa. No Windows 7, você pressionaria a tecla WIN, começaria a digitar seu termo de pesquisa e pressionaria ENTER para iniciar o programa. Nós contamos todos os pressionamentos de tecla do início ao fim. No Windows 8, você pode aplicar o mesmo padrão para a pesquisa de aplicativos (tecla WIN, digite o termo da pesquisa, pressione ENTER para iniciar). Executar o Word, a Calculadora, o Paint ou o Media Player pressionando a tecla WIN e digitando "word", "calc", "calculadora", "paint", "player" ou "media" na caixa de pesquisa usa exatamente o mesmo número de pressionamentos de teclas no Windows 8 e no Windows 7.

Para iniciar as configurações no Windows 7, você pressionaria a tecla WIN, digitaria a consulta, moveria para baixo até o resultado que você desejado e pressionaria ENTER para iniciá-las. No Windows 8, você pode usar a tecla WIN + W para iniciar a pesquisa de configurações, digitar uma consulta e pressionar ENTER para iniciar. Pressionar a tecla WIN + W e digitar "desinstalar", ''gerenciador de dispositivo" ou "defender" dá a você os mesmos resultados com o mesmo número de pressionamentos de teclas no Windows 8 e Windows 7. Em alguns casos, são utilizados ainda menos pressionamentos de teclas do que no Windows 7 (por exemplo, pressionar a tecla WIN + W, digitar ''energia'' e pressionar ENTER para iniciar as opções de energia).

Esse design focado na destreza não é a única coisa que fizemos para tornar a pesquisa mais eficiente. Nós também fizemos investimentos fundamentais no desempenho em todo o sistema. No teste atual do Windows 8, nossos aperfeiçoamentos no desempenho da pesquisa diminuiu o tempo da pesquisa de aplicativos pela metade para desktops e laptops. Os aperfeiçoamentos são ainda maiores em netbooks.

Em desktops x86: 58% de diminuição do Windows 7 para o Windows 8; em desktops x64: 55% de diminuição; em laptops x64: 45% de diminuição; em netbooks x86: 78% de diminuiçãoFigura 14: Comparação de desempenho mostrando a porcentagem de diminuição no tempo de execução da pesquisa de aplicativos

Desenvolvido também para toque

Discutimos os detalhes do desenvolvimento da pesquisa para a destreza no uso do teclado, mas esse design funciona tão bem quanto para o toque. Para começar a pesquisar em Iniciar, basta passar o dedo na borda e tocar no botão Pesquisar. Isso abrirá a lista completa de aplicativos instalados. Você pode usar o teclado virtual para pesquisar um programa e iniciá-lo. E também pode usar o zoom semântico para reduzir o zoom e tocar na seção que contém o seu aplicativo. A pesquisa Iniciar é simples, rápida e fluida e ela não fica no seu caminho enquanto você examina a sua lista de aplicativos, configurações ou arquivos.

O painel Pesquisar facilita a pesquisa pelo mesmo termo em outras exibições de sistema ou em aplicativos com o estilo Metro com apenas um toque. Sugestões de pesquisa adaptadas para o toque minimizam a digitação em telas sensíveis ao toque, e o contrato do Windows Search fornece uma estrutura para sugestões de pesquisa que os desenvolvedores também podem usar para seus próprios aplicativos com o estilo Metro. Além disso, criamos filtros que facilitam a função de toque com contagem de resultados na exibição da pesquisa de arquivos para ajudar os usuários a refinar com rapidez o conjunto de resultados da pesquisa.

A nova experiência da pesquisa Iniciar torna mais fácil do que nunca a pesquisa por conteúdo em seu PC ou em aplicativos de qualquer local do seu sistema. Ela foi criada para funcionar sem dificuldades e com eficiência em toda a gama de dispositivos executados no Windows e em diferentes mecanismos de entrada como o mouse, teclado e toque. A pesquisa Iniciar traz aplicativos, configurações e arquivos junto com outros aplicativos com o estilo Metro que implementam o contrato do Windows Search, criando uma experiência de pesquisa unificada e consistente. Falaremos mais sobre a experiência de pesquisa e o contrato do Windows Search em outra postagem. Por enquanto, você pode obter mais informações de nossas conversas na //build/ em o contrato do Windows Search.

Eis aqui um vídeo mostrando o quanto é fácil e eficiente iniciar aplicativos, configurações e arquivos com rapidez de qualquer lugar em um sistema usando o teclado:


Baixe este vídeo para assisti-lo no seu media player favorito:
MP4 de alta qualidade | MP4 de qualidade inferior

Estamos ansiosos para receber mais comentários à medida que você experimenta a pesquisa Iniciar do Windows 8!

Obrigado,
Brian