Boa noite a todos !

No dia 07/12/2009, realizamos o S+S Day, um dia dedicado sobre a visão Software + Services, com o foco principal sobre o Windows Azure. Neste dia os arquitetos Otavio Coelho, Waldemir Cambiucci e os especialistas em desenvolvimento Rafael Godinho e Rogerio Cordeiro apresentaram uma série de palestras sobre a plataforma Azure. Neste evento, fiquei encarregado de duas palestras. Especificamente neste post vou falar sobre a Palestra de Monitoring e Logging dentro do Windows Azure.

Na minha palestra de Monitoring e Logging procure mostrar como os recursos Diagnostics API e Service Management API podem auxiliar aos desenvolvedores e arquitetos na confecção de ferramentas para realizar o gerenciamento, análise e diagnóstico do comportamento de suas aplicações dentro do Azure.

O Diagnostics API é um conjunto recursos que permite ao desenvolvedor instrumentar a sua aplicação através de recursos de logging. Bem como, coletar contadores de performance, logs do IIS e dumps da aplicação dentro do Windows Azure.

Já o Service Management API é um conjunto ferramentas para gerenciar os serviços dentro do Windows Azure. Com ele, você pode fazer upgrade de sua aplicação, incrementar o número de instâncias (Web e Worker) via programação, fazer swap entre deployment e production e outros recursos.

Neste post, temos os seguintes materiais publicados:

  • Os slides utilizados na apresentação
  • A demonstração de uma aplicação de auto-escalabilidade no Azure, usando de maneira integrada o Service Management APIDiagnostics API
  • E o código-fonte da demonstração

 Slides

Demonstração de auto-escalabilidade

Código-fonte e documentos

Conteúdo

Link

Observações

Pré-requisitos para a produção

Slides no formato XPS

-

-

Código-fonte para a aplicação a ser hospedada no Azure

 

Esta solução foi desenvolvida em cima do Visual Studio 2010 Ultimate

Verifique o arquivo Readme.txt para saber onde deve fazer as modificações abaixo

Projeto SetupAzureStorage

  1. Configurar dentro do app.config as chaves “AzureStorage” e “AzureKey” com os valores para acessar o Windows Azure Storage
  2. Executar a aplicação e pedir para criar a fila e a tabela dentro do Windows Azure Storage

Projeto SPSDayDemoAutoScaling01

  1. Configurar no arquivo serviceconfiguration.csfg os valores para “DataConnectionString” e “DiagnosticsConnectionString” com os valores do Windows Azure Storage

Código-fonte da aplicação de monitoramento.

 

Esta solução foi desenvolvida em cima do Visual Studio 2008 VSTS

Em alguns casos, pode ocorrer falha de rede na execução do aplicativo, sugiro aumentar o tempo de atualização do gráfico.

Verifique o arquivo Readme.txt para saber onde deve fazer as modificações abaixo

Projeto SPSDayDemoAutoScaling01Health

  1. Configurar dentro do app.config as chaves “AzureStorage” e “AzureKey” com os valores para acessar o Windows Azure Storage
  2. Configurar a chave “CertificateFilename” dentro do app.config o caminho do arquivo de certificado (extensão .CER).
  3. Ter um certificado válido (Self-signed certificate é suficiente) registrado localmente na máquina e também dentro do Azure Portal
  4. Configurar dentro do app.config a chave  “SubscriptionID” com o SubscriptionID que está dentro da parte Account do Azure Portal

abs e T+
Condé

Versão 1.4