Boa tarde a todos !

Desde o seu lançamento, a Plataforma Windows Azure vem atualizando e melhorando os seus serviços continuamente. Grande parte destas melhorias são baseadas nas sugestões, feebacks e comentários dos nossos parceiros, clientes e comunidade. Por isto sempre é importante manter esta linha aberta para que possamos transformar ainda mais os serviços. 

Neste mês de dezembro de 2011, colocamos em produção algumas funcionalidades (mais de 20) importantes que acredito que todos estarão satisfeitos pela evolução e compromisso da Microsoft em tornar o Windows Azure uma plataforma aberta, flexível e robusta.

Facilidade de Uso:

  • Novo portal: A experiência Web é a primeira a ser vista por que contrata um serviço de computação em nuvem. Desde a semana passada, mudamos o nosso portal para um novo visual. Confira : www.windowsazure.com/pt-br
  • Oferta Trial livre de risco: Além da simplificação do processo para assinatura para 3 passos, ao assinar a Oferta Trial do Windows Azure, você poderá usar os serviços durante o período de 90 dias e atribuir um limite máximo de gasto. Mais controle e menos sustos na gestão da sua conta. O serviço de “billing cap” está disponível para as ofertas MSDN e Trial Offer.
  • Novos relatórios de consumo: Um dos pedidos mais recorrentes em vários feedbacks é melhorar o processo de controle de consumo dentro do Windows Azure. Com o novo sistema de billing agora é possível: mudar o plano de consumo de assinatura sem recriar uma nova assinatura, botão de cancelar a assinatura (não precisa mais ligar para o suporte) e visualizar minuto-a-minuto o seu consumo dos serviços do Windows Azure.
  • Alerta MSDN Subscription: Se o seu Windows Live ID estiver associado com uma MSDN Subcription, agora receberá alerta que pode ativar e usar o serviço de “billing cap” para controlar os seus custos
  • Novo portal de Gerenciamento do SQL Azure: Você sabia que você gerenciar os seus bancos do SQL Azure diretamente pelo portal? Com uma nova interface baseada em metro, agora você poderá acompanhar como está o seu banco, queries executando, consumo, plano de execução e outros recursos.
  • SQL Azure Federation: A técnica de “sharding” (particionar um banco de dados em múltiplos bancos integrados) é das maneiras mais elegantes para criar o efeito elástico. Com o SQL Azure Federation, você criar múltiplos bancos de dados operando como se fosse um.
  • Bancos de 150GB: Foi triplicado o tamanho máximo de um banco de dados do SQL Azure de 50GB para 150GB.

 

Interoperabilidade

  • Windows SDK para Node.Js: Estamos lançando o SDK para Node.Js. Este é mais um movimento de tornar o Windows Azure uma plataforma aberta para vários tipos de frameworks e linguagens open-source. O SDK contém bibliotecas para acessar Blobs, Tables e queues. Também inclue comandos PowerShell para desenvolver e fazer o deploy de aplicações Node.Js para Window Azure.
  • Bibliotecas no GitHub: O GitHub tem se mostrado como um dos importantes repositórios para códigos e tecnologias open-source. Desta maneira, nada mais que justo que disponibilizar os nossos SDKs para este repositório. Além do SDK para Node.Js, também encontra o SDK para .NET e Java, todos operando sob a licença open-source Apache 2.
  • Preview do suporte ao Apache Hadoop no Windows Azure: O movimento do BigData (grande quantidade de dados e não-necessariamente relacionais) já é uma realidade de várias empresas. O Apache Hadoop é uma implementação open-source do algoritmo map-reduce mais usada atualmente. Desta maneira, estamos iniciando um preview que permitirá a desenvolvedores realizaram a implementação dele dentro do Windows Azure. Neste preview (ainda fechado, mas se quiser participar entre no formulário) permitirá instalar o Hadoop no Azure em dias, novas bibliotecas Javascript e ODBC driver para acessar os dados via Excel e Powerpoint.
  • Atualização do plugin Eclipse/Java: Atualização do plugin do Windows Azure para o Eclipse/Java, adicionando novas funcionalidades. Assista este vídeo para uma pequena demonstração.
  • MongoDB no Azure: Para os fãs de NoSQL, através da parceria com a 10Gen e a comunidade MongoDB foi lançado um exemplo de deployment de MongoDB rodando no Windows Azure.
  • Solr/Lucene: Um dos pedidos recorrentes é o suporte a mecanismos de full-text, através do Solr/Lucene é possível realizar um deployment deste recursos usando as principais tecnologias que vem ganhando cena sobre search. Confirma o exemplo pronto no site Solr dentro do GitHub.
  • Memcached: Já tinha surgido na Internet alguns exemplos de deploy do Memcached no Azure, para facilitar lançamos um exemplo pronto para auxiliar a todos na adoção,

 

Novos valores

  • Redução do preço do Data Transfer: Com efeito imediato, estamos reduzindo os preços da Zona 1 (América do Norte e Europa) para USD 0,12/GB (antes era de USD 0,15/GB) e a Zona 2 (Ásia Pacífico) para USD 0,19/GB (antes era de USD 0,20/GB).
  • Limite do preço para grandes bancos de dados: Com a triplicação do tamanho de banco de dados (50GB para 150GB), gostaríamos de anunciar o limite fixo de USDD 499,95 por banco de dados. Isto significa que estamos usando o mesmo valor de um banco de dados 50GB (antes da mudança) para as empresas que consumirem um banco de dados 150 GB. Isto representa uma economia de 67% para as empresas que adotarem bancos grandes.
  • Simplificação do modelo para Service Bus e período gratuito: O Service Bus é um serviço de conexão de aplicações, baseado no feedback estamos simplificando o modelo de contratação para Relay Hours e Message Operations. Durante este período de transição o serviço Service Bus não será cobrado até o dia 01/abril/2012. Veja as alterações que ocorrerão:
    • Relay Hours: USD 0,10 por 100 horas
    • Message Operations: USD 0,01 para 10.000 messagens.

 

Veja mais detalhes na página de preços

abs e T+
Condé

versão 1.0