Curiosidades sobre RAID1 e RAID6

Curiosidades sobre RAID1 e RAID6

  • Comments 1

[17/Nov/2010] Hoje recebi um comentário do Roberto Cavalcanti, que trabalha como Sr. Support Engineer na Microsoft. O post ficou um pouco confuso quanto a proposta de dizer que RAID1 = RAID10, e concordo plenamente! Pretendia corrigir esse artigo, mas o ideal vai ser escrever um novo. Obrigado Roberto!

RAID1 como sinônimo de RAID10, RAID1+0 e RAID0+1

Diz-se que RAID0+1 é construído a partir de discos espelhados e depois divididos em stripes. Há pessoas que brigam quanto a nomenclatura para dizer que RAID1+0 é ligeiramente diferente de RAID0+1 ou mesmo de RAID10. Enfim, do lado prático, o pessoal não liga muito. O espelhamento de disco normalmente chamado de RAID1 é usado como sinônimo para RAID10, RAID1+0 e RAID0+1.

Se pensarmos que RAID1 e RAID10 ambos representam o “espelhamento de discos”, então podemos dizer que são praticamente sinônimos. A diferença é sutil e entendemos implicitamente que o RAID10 possui pelo menos 4 discos.

 

RAID6 significa paridade dupla

Sabemos que os discos dispostos em um RAID adequado oferecem disponibilidade em caso de falha de disco. Se um disco do array falhar, não tem problema porque inicia-se o processo de reconstrução do array. O primeiro passo é a substituição por um disco novo e zerado. A controladora inicia a cópia dos dados usando o espelhamento ou a paridade para esse disco. Durante esse processo, diz-se que o array está exposto e nenhuma falha pode ocorrer, caso contrário todo array é perdido.

Com o aumento da capacidade dos discos, o processo de reconstrução demora mais tempo e deixa os dados sob risco. É nessa hora que entra o RAID6 com paridade dupla. Em uma configuração de RAID6, os discos ficam protegidos por duas paridades e o array suporta a perda de até dois discos.

Page 1 of 1 (1 items)
Leave a Comment
  • Please add 4 and 5 and type the answer here:
  • Post