A melhor forma é mesmo citar a Microsoft (obrigado José Grilo!):

Prezado Cliente,

Temos o prazer de anunciar hoje a nova funcionalidade do Windows Azure que estará disponível antes do final deste ano e que proporcionará um maior controle e flexibilidade do ambiente Windows Azure, além de facilitar a execução de aplicações de Windows existentes no Windows Azure.

Suporte Melhorado para as Empresas


Novas capacidades irão ser incluídas no Windows Azure de forma a facilitar a integração de recursos entre a nuvem e os sistemas de TI tradicionais, bem como fornecer suporte melhorado às aplicações de Windows existentes. 

  • O suporte para mais tipos de aplicações de Windows novas e existentes estará disponível na versão beta da função de Máquina Virtual (VM). Essa nova função de computação (compute role) irá permitir a mudança de mais aplicações para a nuvem, reduzindo a necessidade de fazer alterações dispendiosas em código e instalações. Durante o período beta, as instâncias de computação que executam uma função de VM serão cobradas da mesma maneira que outras instâncias de computação. Da mesma forma, existirão os mesmos custos referentes ao armazenamento da imagem VHD que os actualmente existentes para armazenamento.
  • O desenvolvimento de aplicações mais completas com o uso da plataforma Windows Azure será viabilizado com a introdução da função de VM, de Elevated Privileges e das funções Web e Worker já existentes. Esses recursos proporcionarão um maior controlo e flexibilidade no desenvolvimento, implementação e execução das aplicações na nuvem.
  • A conectividade entre locais será disponibilizada pela CTP (Community Technology Preview) do Windows Azure Connect, oferecendo uma maneira fácil e mais segura de criar conectividade entre aplicações, serviços na nuvem (cloud services) e os recursos on-premises de uma empresa. A utilização do Windows Azure Connect durante a CTP não é paga (sujeito a determinadas restrições de quota).
  • A função Remote Desktop irá permitir a ligação a uma instância em execução de uma aplicação ou serviço de forma a monitorar as actividades e solucionar problemas comuns.

 

Melhorando o Acesso à Plataforma

Para disponibilizar um ambiente de desenvolvimento e formação económico, irá ser lançada em versão beta uma nova instância de computação designada por “Extra Small”. Será possível utilizar esta nova oferta para criar soluções na nuvem a um custo 55% inferior do que a oferta de entrada actualmente existente. Esta instância também possibilita que os programadores utilizem a plataforma para testar a nuvem antes de correr serviços em grande escala no Windows Azure. É importante mencionar que a instância de computação “Extra Small” será facturada separadamente de instâncias de computação doutras dimensões e não poderá ser usada com as horas de qualquer outra instância de computação.  

Também temos o prazer de anunciar que estendemos os preços cobrados pela transferência gratuita de dados de entrada, fora do horário de pico, até 31 de Março de 2011 (sujeito às restrições de quota indicadas nas ofertas).

Melhoria na Experiência dos Programadores e Profissionais de TI

No PDC 10, anunciámos as seguintes melhorias para programadores e operadores:

  • Um portal do Windows Azure baseado no Silverlight e completamente redesenhado para garantir uma experiência de utilizador intuitiva e muito melhor.
  • Acesso a novas informações de diagnóstico, que incluem a capacidade de seleccionar um role e ver o tipo e o tempo de implementação.
  • Um novo processo de inscrição que reduz significativamente o número de etapas necessárias para se inscrever no Windows Azure.
  • Novos fóruns da plataforma Windows Azure baseados em cenários para ajudar a responder às perguntas e partilhar conhecimento de forma mais eficiente.

Para tornar o processo de criação de aplicações na plataforma Windows Azure mais rápido e fácil, irá ser disponibilizado o Windows Azure Marketplace. O Windows Azure Marketplace é um mercado online para que programadores e profissionais de TI compartilhem, localizem e vendam módulos, formação, serviços, data streams, além de aplicações/serviços finalizados, os quais são necessários para criar aplicações na plataforma Windows Azure que sejam completas e atractivas. A área DataMarket do Marketplace foi lançada no PDC 10, sendo que a parte de aplicações será introduzida em versão beta até o final deste ano.

De notar que não há qualquer garantia de níveis de serviço para versões beta ou CTP.  Para obter detalhes sobre preços e actualizações das ofertas relacionados com estas novas funcionalidades, veja nossa Tabela de Comparação de Ofertas. Para mais informações sobre esses novos recursos, aceder a: WindowsAzure.com

Agradecemos pelo seu negócio e por seu interesse contínuo na plataforma Windows Azure.

Equipa da plataforma Windows Azure

 

Em meu entender a maior novidade além do VM Role e dos reporting services é sem dúvida o anúncio do SQL Azure Federation que virá resolver algures no próximo ano a limitação dos 50Gb. Agora só resta esperar pelo SDK 1.3 e pela disponibilização das novas funcionalidades.