Recentemente tenho utilizado bastante algumas das novidades do SQL Server Management Studio na versão 10 (SQL Server 2008) e achei que seria interessante postar sobre isto. Algumas dessas novidades eram muito esperadas (debug de código T-SQL e IntelliSense, por exemplo) e vão deixar os administradores bastante entusiasmados. Outros recursos novos ajudam a reduzir o tempo necessário para administrar seus servidores, inclusive versões anteriores do SQL Server.

Vamos a algumas das novidades mais interessantes:

IntelliSense

Agora é possível utilizar o editor de query do Management Studio com IntelliSense. Este recurso atua de forma muito similar de como funciona no Visual Studio, fornecendo recursos que completam os comandos conforme você os digita, destacam os erros de sintaxe e digitação e ajuda com parâmetros (aquele “tip tool” com a especificação dos parâmetros).

01  03 02

Há quem diga que não gosta de IntelliSense, mas são poucos. E os que “não gostam”, geralmente mudam de idéia muito rápido. Mas para quem realmente não gosta, o IntelliSense pode ser desativado.

Debugger para código T-SQL

Quando eu queria resolver um problema no meu código T-SQL, costumava colocar comandos SELECT ou PRINT no meio das procedures para analisar o valor das variáveis durante a execução. Era possível resolver problemas de código (em geral, problemas de lógica) por esse tipo de análise ou seguindo outras técnicas.

No novo Management Studio, é possível fazer debug do seu código T-SQL. Você pode colocar breakpoints, executar linha por linha e ter watches para analisar o valor dos seus objetos e de suas variáveis, da mesma forma como faz com o Visual Studio. Este é um grande recurso para aumentar a produtividade dos desenvolvedores e melhorar a qualidade do seu produto.

07

08

Procurar Objetos em seu banco de dados (Object Finder)

Você tem uma procedure, mas não se lembra o nome dela. Você sabe que ela tem a palavra “Converte” no meio do nome, mas não consegue encontrar ela. Seus problemas estão resolvidos!

Com o novo SQL Server Management Studio, você pode pesquisar todos os objetos do seu servidor através de um campo de busca, simples. Ele retorna todos os tipos de objetos e aceita sintaxes como LIKE (‘%Texto%’). Agora ficou mais fácil encontrar suas tabelas, colunas, procedures, views, logins e tudo mais.

05

Multi-Server Management

Faz tempo que temos a habilidade de registrar servidores SQL Server na organização na ferramenta de administração (Enterprise Manager, Management Studio) e termos uma lista organizada destes servidores. Por exemplo: criávamos grupos e, abaixo destes grupos, registrávamos os servidores SQL Server que quiséssemos, para fácil acesso. Acontece que esta lista ficava guardada no Windows Registry e era diferente em todas as estações que você se logava.

Agora o SQL Server Management Studio permite criar grupos de servidores em um repositório centralizado, chamado de Central Management Servers. Este repositório fica armazenado no MSDB de um servidor que você eleger e qualquer usuário que se conectar a este servidor vai visualizar a mesma lista de servidores disponíveis para administração. A partir deste repositório central você pode realizar as tarefas de administração do SQL Server Database Engine, Analysis Services, Reporting Services, SQL Server Compact e do Integration Services.

Consultas em vários servidores

A partir dos servidores registrados no seu ambiente centralizado, pode-se disparar uma query ou um comando que vai atingir todos os servidores do seu grupo de uma só vez. Este recurso foi solicitado pelos DBA, pois facilita tarefas repetitivas de administração.

Error List Window

Quando você executa um comando que retorna um erro no Management Studio, o erro indicava em qual linha estava o erro. Às vezes, você fica procurando o erro e simplesmente não consegue encontrar por ser um problema de digitação simples, ou por não conhecer a sintaxe corretamente.

A nova Error List Window dá mais detalhes sobre seu erro e a posição dele em seu código, enquanto você digita. Mais uma vez, de forma semelhante ao Visual Studio.