Boa tarde pessoal,

De 30 de outubro até 2 de novembro tivemos o evento Build nos Estados Unidos e anunciamos uma série de novidades, como desenvolvimento para Windows 8, Windows Phone 8. Com certeza o Windows Azure não poderia ficar de fora dessa lista de novidades, e nesse post vou fazer um resumo sobre os principais tópicos.

  • Cloud Services (Web e Worker Roles) com Windows Server 2012 e .NET Framework 4.5: O Windows Server 2012 agora foi disponibilizado como um guest OS para a criação de Cloud Services, ou seja, criação de Web e Worker Roles. Além disso, agora também é possível criar Cloud Services com o .NET Framework 4.5 e suas várias novidades.
  • Windows Phone 8: Agora o Windows Azure Mobile Services, grande facilitar no desenvolvimento de aplicações para dispositivos com backend no Windows Azure, além do suporte para desenvolvimento de aplicativos para Windows 8 e iOS, agora também traz suporte ao Windows Phone 8. Sobre o assunto, já temos um tutorial publicado ensinando à criar sua primeira app.
  • Windows Azure Store: Permite a criação e consumo de add-ons para complementar e estender os serviços do Windows Azure. Temos um catálogo com alguns parceiros que já possuem sua solução na Windows Azure Store, como por exemplo: envio de e-mail, escalabilidade do ambiente, monitoração de desempenho, entre outros.
  • Novo SDK: Foi anunciado um novo SDK (outubro de 2012) para o desenvolvimento de aplicações para Windows Azure. Este SDK permite o uso de cache dedicado nos Cloud Services, melhorias às APIs do Service Bus e Storage. Além disso, novos cmdlets PowerShell para gerenciamento de Windows Azure Web Sites. Esse SDK pode ser utilizado lado à lado com as versões novembro 2011 e junho 2012.
  • Windows Azure Distributed Caching: Com o SDK novo, o cache dedicado deixa de ser preview para ser versão final rodando de maneira dedicada no ambiente de Cloud Services. Com esse cache é possível criar um ambiente dedicado de até 300 GB de dados.
  • Visual Studio Team Foundation Service: Foi anunciada a versão final do Team Foundation Service, a versão cloud do TFS (Team Foundation Server), rodando no Windows Azure, que permite o gerenciamento do ciclo de vida de uma aplicação, agora através da nuvem. Muito interessante é a opção de uso gratuito para times de até 5 pessoas e também para assinantes do MSDN. Maiores detalhes podem ser encontrados aqui.

Estou bastante animado com as novas funcionalidades e melhorias que estamos lançando para o Windows Azure e espero que vc também goste. Vale lembrar que o Windows Azure é a melhor plataforma para a criação de aplicações modernas que necessitem de ambiente escalável. Se vc quiser discutir ou comentar algo, fique à vontade para deixar um comentário.

RG