Pessoal,

tsunami_warning

Vou confessar que ainda estou impressionado com o evento por dois motivos: 1 – pelo fato de ser histórico com a entrada da Microsoft com serviços na núvem (cloud computing); e 2 – pela quantidade de serviços e conteúdo entregue nas sessões para explicar como a Microsoft irá suportar os mesmos. Por isso que coloquei essa figura de alerta de tsunami, eu como desenvolvedor estive procurando qual seria o melhor ponto, o ponto mais alto para poder entender tudo o que estava se passando nesses quatro dias. Posso afirmar para vocês que a onda com as novas tecnologias é grande! O PDC (Professional Developer Conference) 2008 aconteceu em Los Angeles, EUA entre os dias 27 – 30 de outubro.

A principal imagem que ficou para mim é a seguinte:

image

Esta imagem é um dos slides apresentados por Ray Ozzie, Chief Software Architect da Microsoft Corp., na abertura do PDC 2008. Você pode assistir a esta sessão no site do PDC. O post do Waldemir resume muito bem :

… já sabíamos que Software + Services é a visão da Microsoft para oferecer o poder de escolha entre software local e software na nuvem, serviços que seriam suportados e executados em datacenters pelo mundo com o melhor do software enterprise. Mas a visão é muito maior...
Pense no desafio de oferecer serviços de alta escalabilidade em enormes datacenters ou ainda a federação de datacenters, identidades, gerenciamento, monitoração, escalabilidade para serviços, repositório de dados não-estruturados, etc. Agora pense em serviços básicos que suportem essas capacidades numa plataforma completa na nuvem. Para finalizar, pense numa plataforma de desenvolvimento integrada, que ofereça API's e interfaces de serviços para o desenvolvimento de aplicações enterprises, hosteadas na nuvem.

Então, a Microsoft apresenta o Azure Services Platform:

image

De maneira resumida, o Azure Services Plataform é composto pelo novo sistema operacional Windows Azure, construído para o suporte de serviços na nuvem e mais cinco grandes blocos de serviços para aplicações:

  • Live Services
  • Microsoft .NET Services
  • Microsoft SQL Services
  • Microsoft SharePoint Services
  • Microsoft Dynamics CRM Services

Esses são os chamados blocos construtivos do Windows Azure. Cada um dos blocos acima suporta, por exemplo, serviços finais da Microsoft (lá no topo) como:

  • Windows Live
  • Microsoft Office Live
  • Microsoft Exchange Online
  • Microsoft SharePoint Online
  • Microsoft Dynamics CRM Online

No total foram 210 sessões técnicas divididas para os seguintes temas: .NET Framework, Ad Platform, ADO.NET, ASP.NET, Azure, CCR, Dynamics, Entity Framework, Expression, HPC, Identity, IIS, Internet Explorer, Languages, LINQ, Live Framework, Live Mesh, Live Services, Office, Oslo, Parallelism, PowerShell, Research, SharePoint, Silverlight, SQL Server, SQL Server Data Services, Surface, Sync Framework, TFS, Unified Communications, Velocity, Virtual Earth, Visual Studio, VSTS, WCF, WF, Windows 7, Windows Embedded, Windows Home Server, Windows Server, WMI, WPF e XNA.

Nos próximos posts eu tentarei explicar com mais detalhes o que cada bloco de serviços do Azure Services Plataform fornece e outras novidades para os desenvolvedores.

Bons códigos e até o próximo post!!!