Olá pessoal, tudo certo?

Semana passada estive com um grupo técnico, falando sobre os componentes principais da plataforma Windows Azure. A dúvida era sobre o que aquele time de desenvolvedores e arquitetos deveria estudar ou se preocupar, antes de avançar em suas primeiras soluções sobre a plataforma na nuvem da Microsoft.

Apenas lembrando, o Windows Azure foi anunciado publicamente em outubro de 2008 e está disponível no Brasil desde Abril de 2010. Ao longo desse tempo, a plataforma tem evoluído e adicionado novos recursos para a construção de aplicações de alta escalabilidade e volume na nuvem.

Atualmente, os principais componentes construtivos na plataforma são:

Windows Azure Compute – responsável pela criação de um canal IPSEC seguro e protegido para a comunicação entre servidores e máquinas virtuais locais (on-premise) com Azure Roles na nuvem ( Web Roles, Worker Roles, VM Roles ).

Windows Azure Roles – que definem os tipos de processos que podemos utilizar na plataforma Windows Azure, para nossas aplicações e serviços. São eles:

  • Windows Azure Web Role
  • Windows Azure Worker Role
  • Windows Azure VM Role (virtual machine)

Windows Azure Storage – responsável por fornecer tipos de alta escalabilidade como blobs, tabelas e filas, para aplicações na nuvem, garantindo o acesso sem o lock de recursos sobre o alto volume de requisições na aplicação.

  • Blobs
  • Tables
  • Queues

Windows Azure CDN – responsável pela criação de um cache para tipos como blobs, permitindo a distribuição regional de conteúdo, além do hosting sobre os principais datacentes da plataforma Windows Azure.

SQL Azure – responsável pela criação de bases de dados relacionais na nuvem, suportando o mesmo modelo de persistência e administração do SQL Server 2008 on-premise. Entre seus principais recursos para sincronização e relatórios temos:

  • SQL Azure Data Sync
  • SQL Azure Reporting

AppFabric PaaS Middleware Services – conjunto de serviços de middleware para aplicações na nuvem, concentrando funcionalidades como barramento de serviços, caching de dados e controle de acesso, através dos serviços:

  • AppFabric Caching
  • AppFabric Service Bus
  • AppFabric Access Control Server

Tendo esse mapa rápido em mente, você consegue se organizar sobre o que estudar e por onde começar. Com certeza, o Training Kit da Plataforma Windows Azure é leitura obrigatória para esse começo. Confira!

Windows Azure Platform Training Kit - May Update
Ref.:
http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?displaylang=en&id=8396

Por enquanto é só! Até o próximo post :)

Waldemir.