Testando aplicativos estilo Metro no Windows 8

Blog do desenvolvedor de aplicativos do Windows 8

Ideias sobre a criação de aplicativos com o estilo Metro para o Windows 8, da equipe de engenharia do Windows 8

Testando aplicativos estilo Metro no Windows 8

  • Comments 0

No mundo dos aplicativos estilo Metro, seus aplicativos são o foco de toda a experiência. Para que essa experiência seja agradável para todos os usuários, você deve garantir que os seus aplicativos sejam bem testados e tenham um alto nível de qualidade. A produção de aplicativos estilo Metro envolve quatro estágios principais: design, desenvolvimento, teste e, finalmente, distribuição.

Inúmeras postagens de blog anteriores focalizam os aspectos de design e desenvolvimento de aplicativos estilo Metro. Nesta postagem, abordamos algumas áreas de verificação de alto nível para testar seus aplicativos.

O termo teste é superutilizado, significando coisas diferentes para pessoas diferentes, especialmente no contexto do ciclo de vida do desenvolvimento de software. Ele também envolve um conjunto diverso de atividades que podem ser executadas em estágios diferentes do desenvolvimento de software. Essas atividades incluem teste de unidade, teste funcional, teste de usabilidade, teste de cenário, e alguns outros. Qualquer uma dessas atividades representa somente uma peça do quebra-cabeças do teste e não cobre toda a verificação necessária pela qual um aplicativo deve passar para garantir que seja de alta qualidade. Nesta postagem, não distinguimos entre os tipos específicos de verificação. Em vez disso, oferecemos um amplo conjunto de áreas de verificação de alto nível e exercícios que o ajudarão a garantir que seu aplicativo representa um alto nível de qualidade. Além dessas áreas de verificação, você também pode verificar a funcionalidade de seu aplicativo durante o desenvolvimento, usando o Visual Studio para depurar e testar, e as Ferramentas de Teste de Unidade do Visual Studio. Nas próximas semanas, planejamos fazer mais postagens de blog que entrarão em mais detalhes sobre as especificidades do teste de aplicativos estilo Metro.

Como vimos na postagem de blog sobre o “gerenciamento de ciclo de vida do aplicativo”, um aplicativo estilo Metro pode fazer a transição entre vários estados de tempo de execução. Baseado no ciclo de vida deste aplicativo, gostaríamos de pensar nas seguintes áreas principais de verificação:

  • Ativado: verificar o aplicativo através de vários caminhos de ativação
  • Em execução: verificar o aplicativo em tempo de execução
  • Suspenso: verificar se o aplicativo é suspenso corretamente
  • Retomado: verificar se o aplicativo é retomado corretamente
  • Terminado: verificar se o aplicativo termina
  • Não está em execução: verificar o comportamento quando o seu aplicativo não está em execução

Vamos mergulhar fundo nas principais áreas de verificação em cada uma dessas áreas.

Verificar o comportamento de ativação do aplicativo

Para testar a ativação, precisamos percorrer os vários contextos nos quais os usuários podem iniciar o seu aplicativo. É importante verificar cada cenário de ativação a que o seu aplicativo dá suporte. Aqui estão os contextos comuns em que os usuários podem ativar o seu aplicativo:

  • Bloco:A inicialização do seu aplicativo através do bloco é muito provavelmente a primeira interação que os usuários têm com o seu aplicativo. Verifique se o seu aplicativo segue o padrão apropriado de design de inicialização de aplicativos.
  • Notificações do sistema: se o seu aplicativo der suporte a notificações do sistema, verifique se o seu aplicativo ativa funções conforme o esperado quando você clica em uma notificação de entrada que o aplicativo deve manipular.
  • Pesquisa:Se o seu aplicativo der suporte a Pesquisa, verifique se o seu aplicativo é ativado e se você pode concluir uma pesquisa em seu aplicativo. Se o seu aplicativo dá suporte à exibição de sugestões de pesquisa, verifique se isso funciona conforme o esperado.
  • Compartilhamento de destino:Se o seu aplicativo pode ser um Compartilhamento de destino, verifique se ele é ativado e posta o conteúdo compartilhado de outro aplicativo com os tipos de conteúdo com suporte.
  • Protocolo:Se o seu aplicativo se registrar em um protocolo, verifique se você pode ativar seu aplicativo, iniciando vários tipos de URLs correspondentes a esse protocolo.
  • Associação de arquivos:Se o seu aplicativo se registrar para lidar com um tipo de arquivo, verifique se você pode ativar seu aplicativo, iniciando arquivos do tipo de arquivo correspondente.
  • Seletor de arquivos/seletor de contatos: Se o seu aplicativo é registrado como um tipo de seletor abrir/salvar ou como um seletor de contatos, verifique se você pode ativar seu aplicativo nesses contextos.

Verificar o comportamento do tempo de execução do aplicativo

Verificar a funcionalidade de um aplicativo estilo Metro é uma combinação de verificação de características comuns que se aplicam a todos os aplicativos, e a verificação da funcionalidade específica do aplicativo. Além dos cenários de verificação principais de que falaremos daqui a pouco, você também deve verificar a funcionalidade específica do aplicativo. Isso envolve compreender os principais cenários objetivados por seu aplicativo e verificar se esses cenários funcionam conforme o esperado.

Blocos

O bloco do aplicativo é uma parte fundamental do seu aplicativo e possivelmente a parte mais vista. É importante verificar os seguintes aspectos do comportamento de seu bloco:

  • Se o seu aplicativo dá suporte a blocos dinâmicos, verifique seu comportamento enquanto o seu aplicativo estiver em execução. Verifique se as atualizações do bloco estão consistentes com o estado exibido em seu aplicativo. Por exemplo, um bloco do aplicativo de fotos poderiam mostrar fotos do álbum adicionado mais recentemente.
  • Se o seu aplicativo dá suporte a blocos secundários, verifique se eles exibem as informações esperadas. Por exemplo, um aplicativo de clima poderia dar suporte à fixação de cidades específicas como blocos secundários. Você também precisa verificar se clicar no bloco secundário resulta na inicialização do aplicativo e leva você para o contexto esperado no aplicativo.
  • Se o seu aplicativo dá suporte a notificações nos blocos, verifique se qualquer atualização de notificação é mostrado como o esperado, e se está consistente com o estado correspondente exibido em seu aplicativo. Por exemplo, uma notificação relacionada à contagem de emails não lidos em um aplicativo de email deve ser limpa quando o aplicativo for executado para permitir que o usuário saiba que não possui qualquer email não lido.

Notificações do sistema

Se o seu aplicativo dá suporte a notificações do sistema, verifique se as notificações são disparadas e exibidas corretamente. Além disso, verifique se clicar na notificação do sistema resulta na inicialização do aplicativo e leva você para o contexto esperado no aplicativo.

Contratos e extensões

Observamos alguns contratos anteriormente como parte da verificação do comportamento de ativação de seu aplicativo. Vamos observar algumas áreas adicionais relacionadas à verificação de contratos em tempo de execução:

  • Compartilhamento de fonte: Se o seu aplicativo pode ser um compartilhamento de fonte, verifique se você pode usar o botão Compartilhar para compartilhar o conteúdo de seu aplicativo (dos tipos de conteúdo com suporte) com outros aplicativos de destino no computador.
  • Reproduzir em: Se o seu aplicativo dá suporte ao contrato Reproduzir em, verifique se você pode usar o botão Dispositivos para reproduzir mídia de seu aplicativo em um dispositivo remoto.
  • Configurações: Se o seu aplicativo dá suporte ao contrato de Configurações, verifique se você pode exibir e modificar as configurações específicas de seu aplicativo. Além disso, verifique se o aplicativo mantém as configurações modificadas entre término/reinicialização.

Kit de Certificação de Aplicativos Windows

O Kit de Certificação de Aplicativos Windows permite que você verifique se o seu aplicativo atende aos critérios de envio da Windows Store. Esse kit inclui testes automatizados para verificar o uso de APIs com suporte, teste de falhas/travamentos, verificação do manifesto do aplicativo, e desempenho de tempo de inicialização/suspensão. Recomendamos que você execute esse kit cedo e frequentemente. Experienciamos inúmeras situações em que o aplicativo não foi enviado para a Loja no prazo porque o proprietário do aplicativo esperou até o último minuto para executar o kit de certificação no aplicativo. Caso execute o kit cedo e frequentemente, você pode descobrir e corrigir quaisquer problemas do aplicativo rapidamente e enviar seu aplicativo para a Loja. A documentação do Kit de Certificação de Aplicativos Windows possui detalhes sobre os tipos de testes que o kit faz e dicas adicionais sobre as configurações em que o kit deve ser executado.

Modos de exibição ajustados e de preenchimento

Os usuários podem executar seu aplicativo estilo Metro sob vários estados de exibição. Além do modo de exibição de tela inteira, os usuários podem usar seu aplicativo nos modos de exibição de encaixe e de preenchimento. É importante verificar se o seu aplicativo manipula corretamente essas transições de estado de modo de exibição.

  • Verifique se o seu aplicativo dá suporte aos modos de exibição de ajuste e de preenchimento. Verifique se o seu aplicativo mantém o contexto quando é ajustado ou desajustado.
  • Verifique se ajustar e desajustar não destrói o estado ou o trabalho do usuário.
  • Verifique se o usuário pode interagir com o seu aplicativo enquanto ele estiver ajustado.

Rotação

Os usuários podem girar e inverter seus tablets e monitores. Se o seu aplicativo dá suporte à orientação retrato além da orientação paisagem, verifique se o seu aplicativo pode lidar com alterações de orientação. Você pode usar o simulador do Visual Studio para aplicativos estilo Metro para testar seu aplicativo em ambos os modos. Portanto, você não precisa necessariamente de um dispositivo tablet para testar esse cenário.

Toque

O Windows 8 permite que os aplicativos tenham inúmeras experiências novas de toque. Você pode usar o simulador do Visual Studio para aplicativos estilo Metro para testar as interações de toque a que o seu aplicativo dá suporte. Portanto, você não precisa necessariamente de hardware de toque dedicado para verificar essas interações.

  • Verifique se todos os controles usados no aplicativo são controles básicos padrão que sejam amigáveis ao toque. Dependendo de sua linguagem de programação, use os controles XAML ou os controles JavaScript.
  • Verifique se o aplicativo estilo Metro segue o design de interação de Toque padrão.
  • Verifique se o seu aplicativo fornece comentários visuais para as ações do usuário.
  • Verifique se o seu aplicativo impede ações de arraste das bordas da tela para evitar conflito com os gestos do sistema operacional Windows.
  • Se o aplicativo dá suporte a quaisquer controles de entrada de texto, verifique se o teclado virtual conforme o esperado. Verifique se a área com o teclado focaliza deslocamentos para cima no modo de exibição quando o teclado virtual é exibido.

Reprodução de áudio

O Windows 8 dá suporte a um modelo de aplicativos estilo Metro para reproduzir áudio, incluindo a reprodução em segundo plano. Aqui estão as nossas recomendações para o teste de áudio:

  • Se o seu aplicativo reproduz áudio, verifique se ele manipula notificações de nível de soma apropriadamente quando o usuário alterna entre seu aplicativo e outros tipos de aplicativos de áudio. Por exemplo, se o seu aplicativo é um jogo, talvez você queira pausar o jogo quando ele receber uma notificação de “Mudo”. Para obter detalhes, consulte Reprodução de áudio em um aplicativo estilo Metro.
  • Se o seu aplicativo dá suporte à reprodução de áudio em segundo plano, verifique se o seu aplicativo continua a reproduzir áudio em segundo plano sem ser suspenso. Verifique se o seu aplicativo continua a reproduzir áudio quando o usuário bloqueia o computador.
  • Se o seu aplicativo se registrar em controles de transporte para controlar a reprodução de música, verifique se isso funciona como esperado.

Tamanhos de tela diferentes

O Windows 8 é executado em uma variedade de tamanhos de tela, de uma tela pequena em um tablet, a uma tela média de um laptop até uma tela grande de computador desktop. Portanto, é importante testar seu aplicativo em tamanhos de tela diferentes. Você pode usar o simulador do Visual Studio para aplicativos estilo Metro para testar seu aplicativo em uma variedade de tamanhos de tela e densidades de pixel.

  • Em resoluções entre 1024x768 e 2560x1440, verifique se os layouts de seu aplicativo não estão truncados e se o conteúdo aparece onde esperado.
  • Verifique se as imagens ficam claras quando escalonadas em densidade de pixel.

Roaming de dados

O Windows 8 permite as configurações de roaming entre vários PCs, incluindo o estado de roaming mantido por seus aplicativos estilo Metro. Para testar isso:

  • Verifique se o contexto do aplicativo é transferido conforme esperado entre vários PCs. Por exemplo, isso poderia ser o último nível completado em um jogo, a página lida mais recentemente em um livro, ou a última posição assistida de um vídeo em seu aplicativo. Verifique se o contexto que o aplicativo define em um PC é refletido quando você usa o aplicativo em outro PC.
  • Verifique se as preferências de usuário aplicáveis de seu aplicativo são transferidas conforme esperado entre vários PCs. Por exemplo, isso poderia ser a preferência de unidade do usuário para a temperatura em um aplicativo Clima. Neste exemplo, verifique se a preferência de unidade do usuário definida em um PC é refletida quando você usa o aplicativo em outro PC.

Dispositivos e sensores

Se o seu aplicativo estilo Metro dá suporte a dispositivos e sensores, você precisa verificar essas áreas.

  • Se o seu aplicativo dá suporte à adaptação do modo de exibição com base na localização geográfica, verifique se isso funciona conforme o esperado. Você pode usar o simulador do Visual Studio para aplicativos estilo Metro para testar isso, já que ele oferece suporte à definição da localização atual.
  • Se o seu aplicativo dá suporte à resposta a conexões de dispositivo iniciadas pelo usuário como uma câmera ou unidade USB, verifique se o seu aplicativo realiza corretamente a ação correspondente a esse evento. Por exemplo, isso poderia ser verificar se os usuários podem usar seu aplicativo para copiar todas as imagens de uma câmera. Além disso, verifique se o seu aplicativo desconecta perfeitamente o dispositivo. Por exemplo, isso envolve verificar como o seu aplicativo se comporta se o usuário desconecta a câmera enquanto o aplicativo está copiando imagens da câmera.
  • Os usuários podem encaixar certos tipos de máquinas ou dispositivos em uma base de encaixe. Verifique se o seu aplicativo se comporta como esperado quando a máquina está encaixada e desencaixada.

Desempenho

Os usuários esperam responder imediatamente a entradas. Portanto, é fundamental verificar as características de desempenho de seu aplicativo. Como o Windows 8 pode ser executado em uma variedade de hardwares, considere instalar seu aplicativo em uma máquina de pouca capacidade para medir suas características de desempenho. A postagem sobre Como aprimorar o desempenho de seu aplicativo estilo Metro possui detalhes sobre como preparar uma máquina para medições.

Capacidade de resposta
  • Para os cenários principais a que o seu aplicativo dá suporte, entenda as classes de interaçãoesperadas e verifique se o aplicativo atende às metas dessa classe de interação específica.
  • Verifique se o seu aplicativo permanece respondendo ao usuário.
  • Verifique se o seu aplicativo fornece comentários para o usuário durante quais atividades de execução longas, tais como chamada à rede assíncrona.
Sendo um bom cidadão no ecossistema de aplicativos

Como a postagem sobre Como aprimorar o desempenho de seu aplicativo estilo Metro explica, é importante verificar se o seu aplicativo é um bom cidadão no ecossistema do aplicativo. Isso envolve contribuir positivamente para a experiência geral do usuário (se o seu aplicativo estiver ou não em primeiro plano). Além de verificar as áreas que a postagem lista, aqui estão algumas áreas adicionais a serem verificadas:

  • Quando em estado inativo, se você espera que o seu aplicativo não use a CPU, verifique se o aplicativo não consome algo da CPU.
  • Os usuários poderiam estar em vários tipos de redes, incluindo redes limitadas. Se o seu aplicativo se conecta à Internet, verifique se ele adapta seu comportamento a redes limitadas ao enviar e receber dados.

Tratamento de erros

Como diz o ditado, tudo o que pode dar errado vai dar :-). Falando sério: quando uma condição da qual o seu aplicativo depende é alterada, isso pode causar impacto no comportamento de seu aplicativo. Por exemplo, seu aplicativo precisa lidar com o fato de a conectividade de rede não estar disponível e decidir como se comportar nessa situação.

  • Verifique se o seu aplicativo manipula corretamente as condições de erro. Como em nosso exemplo, a conectividade de rede e/ou dispositivo é uma excelente forma de disparar caminhos de erro em seu aplicativo. Verifique se o seu aplicativo segue as diretrizes para gerenciar alterações de estado de conexão.
  • Verifique se o tratamento de erros não é invasivo e se o seu aplicativo exibe somente os erros críticos para o usuário.
  • Verifique se o seu aplicativo fornece mensagens de erro acionáveis para o usuário. Consulte as diretrizes para mensagens de erro acionáveis.

Confiabilidade

Os usuários esperam que os aplicativos funcionem de forma confiável e consistente. É importante verificar se o seu aplicativo é altamente confiável.

  • Verifique se o seu aplicativo é executado de forma confiável entre condições variadas e que ele não falha devido a exceções não manipuladas.
  • Verifique se o seu aplicativo não perde memória ou quaisquer outros recursos. Para detectar perdas de memória em um aplicativo estilo Metro, você pode usar os mesmos métodos que normalmente usaria com outros aplicativos do Windows.

Depois de publicar seu aplicativo na Windows Store, você pode usar o portal do desenvolvedor da Windows Store para consultar o uso de seu aplicativo e os dados de qualidade. Por exemplo, você pode exibir os dados sobre problemas relacionados a exceções, falhas e falta de resposta que os seus usuários encontraram. Considere o uso desses dados para corrigir as principais falhas e travamentos em seu aplicativo.

Acessibilidade

O Windows 8 foi projetado para um amplo espectro de pessoas e é acessível para qualquer um, independentemente de suas habilidades. Se o seu aplicativo estilo Metro atende a uma linha de base de acessibilidade, ele pode contribuir tremendamente para aprimorar o ecossistema de acessibilidade. Se o seu aplicativo der suporte à acessibilidade, verifique se ele atende aos critérios descritos em Testando seu aplicativo para acessibilidade.

Globalização e localização

Se o seu aplicativo estilo Metro foi projetado para ser global, ele pode ser localizado para uma variedade de regiões e mercados. Os aplicativos estilo Metro podem usar o idioma e os formatos de exibição configurados (data, hora, moeda e números) para adaptar seu conteúdo. Por exemplo, se um usuário configurar o japonês como o idioma principal em uma instalação em inglês do Windows e, em seguida, iniciar um aplicativo Ações estilo Metro, o aplicativo pode exibir todos os artigos de notícias relacionados em japonês e, além disso, mostrar informações sobre a tendência das ações na região selecionada (por exemplo, Bolsa de Tóquio).

Se o seu aplicativo for localizado, verifique se ele funciona em localidades e idiomas de exibição diferentes.

  • Para os idiomas a que o seu aplicativo dá suporte, use as configurações de idioma no Painel de Controle para adicionar cada um dos idiomas específicos como um idioma principal, e verifique se o seu aplicativo adapta o conteúdo apropriado a esse idioma.
  • Verifique se alterar o idioma quando o seu aplicativo estiver em execução ou suspenso funciona como o esperado.
  • Para os idiomas a que seu aplicativo dá suporte, verifique se as cadeias de caracteres da interface do usuário aparecem conforme esperado e não ficam truncadas.
  • Verifique se qualquer texto mostrado nas imagens do aplicativo está no idioma de exibição selecionado.

Arquiteturas de processador

Um aplicativo estilo Metro pode ter arquitetura neutra ou pode buscar uma arquitetura específica.

Se o seu aplicativo tem arquitetura neutra, ele pode ser testado em qualquer arquitetura escolhida.

Se ele tiver uma arquitetura específica, ele precisa ser testado em todas as arquiteturas com suporte.

  • Se o seu aplicativo é especificamente para Windows RT (ARM), verifique sua funcionalidade em um PC com Windows RT. Você pode encontrar informações adicionais sobre desenvolvimento e teste em ARM na postagem do blog O que você precisa saber sobre desenvolvimento para Windows em ARM (WOA).
  • Se o seu aplicativo é para x86 e não fornece um pacote x64 separadamente, verifique se ele funciona corretamente em sistemas x86 e x64. Isso é porque os aplicativos x86 podem ser executados em sistemas x86 (Windows 32 bits) ou x64 (Windows 64 bits). O Windows permite que aplicativos para x86 sejam executados em sistemas x64.

Verificar o comportamento de suspensão do aplicativo

O Windows suspende o seu aplicativo quando ele não está em primeiro plano. Dessa forma, o Windows permite que o aplicativo em primeiro plano use melhor os recursos do sistema e garante que os aplicativos em segundo plano não acabem com a bateria do usuário. Por exemplo, durante a suspensão, um aplicativo Ações pode manter informações sobre a última as últimas ações vistas pelo usuário e o intervalo de tempo do gráfico de ações.

  • Verifique se o seu aplicativo reduz o uso da memória do aplicativo enquanto está em um estado suspenso. Para exibir o status suspenso no Gerenciador de Tarefas, clique em Mais detalhes no Gerenciador de Tarefas para ver todas as opções e, em seguida, clique em View (Exibir) > Status values (Status) > Show suspended status (Mostrar status suspenso).
  • Se o seu aplicativo dá suporte a carregamento ou download de dados em segundo plano, verifique se os dados continuam a ser transferidos mesmo quando o aplicativo está suspenso.

Você pode usar o Visual Studio para simular a suspensão/reinício de um aplicativo. Para fazer isso, selecione Exibir > Barras de Ferramentas > Local de Depuração.

Verificar o comportamento de reinício do aplicativo

Quando o seu aplicativo voltar para o primeiro plano, o Windows o reinicia e continua no estado em que estava quando foi suspenso pelo Windows. É importante verificar se o seu aplicativo é reiniciado normalmente.

  • Seu aplicativo poderia ser reiniciado depois de ser suspenso por um longo tempo. Durante esse tempo, o conteúdo exibido e quaisquer conexões de rede poderiam ter se tornado obsoletos. Verifique se o seu aplicativo é reiniciado e se ele fornece uma indicação visual sobre o estado de seu conteúdo.
  • Depois que o seu aplicativo for reiniciado, verifique se ele pode atualizar seu conteúdo e pode se reconectar a quaisquer recursos da rede, como necessário. Por exemplo, depois que um aplicativo Ações é reiniciado, ele pode fornecer uma indicação visual da hora em que os dados foram atualizados pela última vez e, em seguida, atualizar os dados sobre as ações armazenados em cache para que o usuário veja os preços mais recentes das ações.

Verificar o comportamento de término do aplicativo

O Windows pode terminar um aplicativo suspenso quando o sistema está sendo executado com poucos recursos. Além disso, seu aplicativo também pode ser terminado quando o usuário o fecha manualmente, ou sai do Windows. Dependendo de como o aplicativo é terminado, é importante verificar se ele restaura os dados corretos do aplicativo quando é iniciado depois de ser terminado.

  • Ao iniciar um aplicativo depois que ele for terminado pelo Windows, verifique se o seu aplicativo restaura o contexto e o estado em que estava antes de ser suspenso e/ou terminado. Por exemplo, isso poderia ser as informações sobre as últimas ações vistas e a duração selecionada do gráfico que foi salvo quando o aplicativo foi suspenso.
  • Ao iniciar um aplicativo depois de fechá-lo manualmente (passando o dedo de cima para baixo na tela), verifique se o seu aplicativo inicia com os dados padrão.
  • Ao iniciar um aplicativo depois de um término inesperado, tal como uma pane, verifique se o seu aplicativo ainda consegue ser iniciado ou se ele carrega os dados padrão. Para causar um término inesperado de seu aplicativo, no Gerenciador de Tarefas, clique com o botão direito do mouse em seu aplicativo > Vá para detalhes > clique com o botão direito do mouse > termine a tarefa.

Para obter mais detalhes, consulte Gerenciando o ciclo de vida do aplicativo para que o seu aplicativo fique "sempre vivo".

Verificar o comportamento do aplicativo quando ele não está em execução

Um aplicativo estilo Metro pode mostrar informações para o usuário mesmo quando não está em execução. Portanto, é importante verificar se os cenários abaixo funcionam como esperado.

Blocos

Aqui estão as principais áreas a serem verificadas quando o seu aplicativo não está em execução:

  • Verifique se o bloco padrão é exibido como esperado. Verifique se o tamanho, uso e notificações do bloco seguem as diretrizes em Diretrizes e lista de verificação para blocos.
  • Se o seu aplicativo dá suporte a notificações agendadas ou notificações periódicas/push da nuvem, verifique se seu bloco é atualizado mesmo quando o seu aplicativo não está em execução. Exemplos disso são um aplicativo de clima que atualiza periodicamente seu bloco com a temperatura atual, e um aplicativo de esportes que atualiza seu bloco quando os últimos resultados são enviados da nuvem.
  • Um bloco dinâmico é uma das melhores maneiras de convencer os usuários a retornar ao seu aplicativo. Confirme se as informações em seu bloco dinâmico mostram todas as novidades sobre o seu aplicativo.

Notificações do sistema

Se o seu aplicativo dá suporte a notificações do sistema mesmo quando ele está em execução (usando notificações agendadas ou notificações de push), verifique se as notificações do sistema são disparadas e exibidas como esperado mesmo quando o aplicativo não está em execução. Exemplos disso são um aplicativo de calendário que agenda lembretes de reunião como notificações do sistema e um aplicativo de notícias que exibe as últimas notícias como notificações do sistema.

Tarefas em segundo plano

Se o seu aplicativo dá suporte a tarefas em segundo plano, verifique o comportamento correspondente.

  • Se o seu aplicativo é capaz de mostrar notificações de tela de bloqueio (por exemplo, um aplicativo de email ou um aplicativo VoIP que tem que estar sempre atualizado), verifique se as informações mostradas por seu aplicativo permanecem atualizadas mesmo quando o PC não é usado.
  • Se o seu aplicativo pode realizar tarefas em segundo plano em determinados gatilhos (por exemplo, um aplicativo Fotos que processa imagens da biblioteca Fotos quando há alimentação CA), verifique se o seu aplicativo realiza essa tarefa corretamente quando as condições apropriadas são atendidas.

Para obter detalhes, consulte a postagem do blog Tarefas de segundo plano.

Conclusão

Testar seu aplicativo estilo Metro e verificar sua qualidade é uma etapa crítica para garantir que os seus usuários tenham uma ótima experiência com o seu aplicativo. Nesta postagem de blog, abordamos algumas áreas relacionadas à verificação da funcionalidade de seu aplicativo estilo Metro, incluindo a verificação do comportamento de seu aplicativo quando ele é iniciado em contextos diferentes, da funcionalidade de seu aplicativo e do comportamento de seu aplicativo quando ele faz transições entre os vários estados do ciclo de vida do aplicativo estilo Metro.

No mundo real, um usuário poderia combinar muitas interações que causam impacto em seu aplicativo. Por exemplo, um usuário poderia, em sucessão rápida, encaixar seu aplicativo no modo de exibição Preenchimento, girar o dispositivo e ajustar a resolução da tela. Portanto, além de testar o comportamento do aplicativo em um cenário específico em isolamento, use sua criatividade e experimente seu aplicativo para considerar tais interações complexas.

Esperamos que você considere esta postagem um bom ponto de partida para pensar sobre como verificar a funcionalidade de seus aplicativos e fazer com que eles tenham um alto nível de qualidade. Nas próximas semanas, planejamos fazer mais postagens de blog que entrarão em mais detalhes sobre tópicos específicos do teste de aplicativos estilo Metro.

Obrigado!

-- J. Kalyana Sundaram, SDET sênior, Windows

-- Ashwin Needamangala, Líder de teste principal, Windows

-- Mete Goktepe, Gerente de teste principal, Windows

Agradecimentos especiais para Tom White, Patrik Lundberg, Tom Baxter, Vik Kumar, Rui Sun e Yves Neyrand por sua ajuda e contribuições para esta postagem.

  • Loading...
Leave a Comment
  • Please add 4 and 3 and type the answer here:
  • Post