Desenvolvendo jogos para a Windows Store

Blog do desenvolvedor de aplicativos do Windows 8

Ideias sobre a criação de aplicativos com o estilo Metro para o Windows 8, da equipe de engenharia do Windows 8

Desenvolvendo jogos para a Windows Store

  • Comments 1

O Windows 8 mudou o panorama dos PCs com fatores forma inovadores, novas arquiteturas de chip, modelos de comércio interessantes e grandes oportunidades. Os jogos de PC sempre definiram o modo como as pessoas usam os computadores. Agora, mais do que nunca, os jogos são exemplo do valor desse novo panorama de dispositivos. Graças à Windows Store, ficou mais fácil comprar, jogar, compartilhar com os amigos e atualizar com segurança os jogos. Por isso não é de se admirar que os jogos sejam responsáveis por tantos downloads, gerem muita renda e consigam a maior interação de usuário na nova plataforma. Com a GDC tão perto, mais desenvolvedores de jogos querem saber sobre as oportunidades do Windows 8.

Portanto, como você cria um ótimo jogo na Windows Store? O que o Windows oferece para deixar o seu jogo mais criativo, inovador, rentável e fácil de desenvolver? Que ferramentas, tecnologias e serviços você pode usar? O que tem disponível aí no ecossistema? Que outras descobertas os desenvolvedores compartilharam quando estavam desenvolvendo o Windows 8? Esta postagem responderá as questões sobre esses tópicos e também esclarecerá como você pode desenvolver um jogo impressionante para a Windows Store.

Considerações sobre a criação e desenvolvimento de jogos do Windows 8

O Windows 8 foi projetado e tem engenharia específica para proporcionar entretenimento. As diretrizes de experiência do usuário (UX) do Windows 8 incentivam o uso de imagem em tela inteira assim como interações rápidas e fluidas sem bordas ou decorações extra nas janelas. A orientação de design recomenda que os aplicativos se concentrem em experiências que convidem os usuários a participar e fazer interações que os levem a uma experiência imersiva. A maioria dos controles dos jogos deve ser fácil de acessar, e os controles secundários devem ficar embutidos na barra do aplicativo ou no painel de controle até que se precise usá-los. Isso é ótimo para os aplicativos em geral, mas como esses princípios afetam os jogos? Afinal, os desenvolvedores de jogos vêm fornecendo experiências imersivas rápidas e fluidas, em tela inteira, há muito tempo. Contudo, várias perguntas básicas surgem quase que imediatamente:

  • Como a mecânica do jogo se adapta do PC avançado até os notebooks e tablets?
  • Quais são os principais fatores forma a considerar?
  • É possível ativar os jogos para o toque, o controle do jogo e o teclado/mouse ao mesmo tempo?
  • Quais são os principais tamanhos de tela, taxas de proporção e resoluções?

Os desenvolvedores de jogos vêm usando uma ampla variedade de tecnologias para fornecer jogos de entretenimento para PC há muito tempo. As APIs usadas no Windows se desenvolveram significativamente com o tempo. Com o Windows 8, surgiu uma nova plataforma de desenvolvimento. A API do Tempo de Execução do Windows agrega as melhores tecnologias das APIs do passado e traz melhorias significativas para o desempenho, segurança, consistência de desenvolvimento e serviços. A Windows Store cria uma maneira nova de se descobrir, distribuir e oferecer os jogos. As novas APIs agregam valor significantemente para os desenvolvedores de jogos que buscam um novo modelo de desenvolvimento. Você pode ter algumas perguntas quando começar a desenvolver um jogo da Windows Store, por exemplo:

  • Quais são as melhores APIs do Tempo de Execução do Windows para desenvolver jogos?
  • Como os modelos de desenvolvimento se relacionam com os diferentes gêneros de jogos?
  • Como faço a transição do meu código para outras plataformas?
  • Como eu atualizo o código de versões mais antigas do Windows?
  • Quais são, se houver, os recursos dos jogos que precisam de atualização?
  • Existem recursos que me ajudam a reduzir os custos de desenvolvimento?
  • Onde está o DirectX SDK?

Jogos reimaginados

Todo jogo começa com uma ideia. Uma ideia pode surgir de lugares muito diferentes. Às vezes, ela surge aleatoriamente na sua cabeça enquanto você está caminhado ou no chuveiro. Outras vezes, uma abordagem mais colaborativa e interativa com a equipe pode resultar em uma ideia. Quando tiver a ideia, você precisa decidir que tipo de jogo será. Talvez você queira um jogo novo e diferenciado. Ou talvez você queira tornar compatível um jogo que já existe. Pode ser um jogo de tiro, quebra-cabeça ou corrida. Não importa que tipo de jogo é, tem um lugar para ele na Windows Store. Os Estudos de caso de jogos apresentados no //build/ 2012 podem inspirá-lo. Se tiver uma conta de desenvolvedor da Windows Store, você pode navegar pelas subcategorias de jogos para se inspirar e ver que desempenho as categorias diferentes de jogos têm em diferentes regiões.

Orientações de design de jogos

Quando tiver decidido que jogo quer criar, tomar as decisões no front-end poderá economizar muito tempo de desenvolvimento mais tarde. A página Criando jogos excelentes para o Windows oferece algumas ideias sobre como melhor atrair os jogadores e mantê-los envolvidos com os blocos e notificações. Há também sugestões sobre que tipo de layout geral usar e onde colocar os controles primários e secundários.

Você achará recomendações sobre as interações e sobre como incorporar toque, sensores e contratos no seu jogo. As decisões sobre a mecânica e controle dos jogos devem ser tomadas o quanto antes para definir o escopo do desenvolvimento. Dito isto, a plataforma do Tempo de Execução do Windows torna mais prático do que nunca o suporte a toque, caneta (tinta) e mouse com o mesmo código, sem você ter de projetar uma mecânica especial para diferentes fatores forma. Como todo computador Windows tem um lugar para conectar um controle de jogo, não perca a oportunidade e certifique-se de incluir esse mecanismo de controle no seu jogo também.

Planeje como – e em que lugar – você introduzirá as interações e mecânica do jogo para o jogador. Se for lento demais, eles podem perder o interesse; rápido demais, eles podem ficar frustrados. Talvez o mais importante de tudo seja decidir que modelo de monetização e plataforma de comércio você gostaria de usar. A Windows Store permite que você escolha seu modelo de negócios. Há suporte para os modelos Grátis para jogar, Baseado em anúncio, Compras no aplicativo e Conteúdo baixável. Os jogos da Windows Store podem se beneficiar de avaliações internas baseadas em tempo ou em recurso. Uma alternativa é usar um provedor de comércio de terceiros ou usar o seu próprio. Em ambos os casos, como esses fatores podem ter um impacto significante no sucesso do seu jogo, seja monetariamente ou na popularidade, eles são de grande importância.

Como todos os aplicativos da Windows Store, os jogos têm de dar suporte para diferentes estados de ativação, exibição e suspensão. A orientação de design o ajudará oferecendo considerações para como e quando pausar o jogo, como e quando suspender o estado do jogo, e como e quando manipular os estados de exibição em tela inteira, ajustado e de preenchimento. Decida como será o suporte do seu jogo para as orientações de paisagem e retrato. Considere o tamanho dos destinos e outros controles na tela ao ajustar a resolução dos ativos do jogo para eles corresponderem aos tamanhos de tela (ou parte deles). Também não esqueça de considerar as taxas de proporção, resoluções e configurações de DPI das telas. Dessa maneira, você terá certeza de que o conteúdo do jogo aparecerá corretamente em qualquer tamanho de tela ou fator de escala.

Por fim, lembre-se de considerar outras coisas que podem ajudar a aumentar as funcionalidades de acessibilidade e socialização do jogo. Um modo de contraste alto e mais filas de áudio podem ajudar a aumentar a visibilidade e facilidade de jogar e, por isso, incentivar a sua adoção por jogadores em condições de iluminação não tão ideais ou com deficiências visuais. Além disso, aproveitar as funcionalidades internas da plataforma para usar identidade online (autenticação), dados roaming e compartilhamento para outros aplicativos pode criar uma interação maior por meio da atividade social como é o caso com a comparação de resultados dos jogos e jogar em PCs diferentes.

Orientações para o desenvolvimento de jogos

O DirectX é considerado o centro da plataforma de desenvolvimento de jogos do Windows. Contudo, muitos outros componentes foram desenvolvidos e tiveram uma migração para o Windows 8 SDK para fornecer todas as funcionalidades necessárias de que a plataforma precisa para oferecer suporte a ecossistemas diversos de jogos do Windows. Fornecemos uma abordagem de desenvolvimento consistente e abrangente. Também incorporamos as práticas recomendadas aprendidas de outras plataformas de desenvolvimento de jogos. Mais importante de tudo, contudo, enfatizamos e observamos duas metas de arquitetura. O desempenho e o consumo de energia foram muito importantes na decisão da arquitetura, conforme descrito na postagem Hardware acelerando tudo: Gráficos do Windows 8. O desenvolvimento de jogos no Windows 8 é muito bom porque a plataforma inteira foi projetada para fornecer entretenimento rápido e fluido.

C++ com DirectX é a linguagem de desenvolvimento preferida para jogos

O Tempo de Execução do Windows fornece APIs eficientes que expõem todos os dispositivos e sensores novos de forma conveniente e consistente e simplifica a manipulação de eventos do Windows. Há um só SDK do Windows de modo que toda API que você precisa para desenvolver um jogo da Windows Store está disponível no Microsoft Visual Studio 2012. Para obter experiências imersivas e de alta fidelidade, você deverá usar os APIs DirectX do Windows 8 para criar jogos em 3D. Essa é a versão mais fácil do DirectX para desenvolvimento, e ela dá suporte a uma grande variedade de níveis de recursos gráficos, desde o DirectX 9.1 até todos os recursos de hardware mais recentes apresentados no DirectX 11.1, o que permite personalizar o jogo para cada PC, dos tablet PCs portáteis com Windows 8 baseado em ARM até os PCs turbinados para jogos e com várias GPUs.

Se você fica à vontade com uma linguagem de desenvolvimento em particular, pode usar toda a sua habilidade e experiência no Windows 8. Os jogos da Windows Store podem ser desenvolvidos com várias combinações de tecnologia, dependendo do tipo de jogo que estiver desenvolvendo e da sua preferência. Você não será forçado nem ficará limitado a usar uma sintaxe ou modelo. Desenvolvedores de código gerenciado podem criar jogos ótimos em 2D que aproveitem o ponto forte e os recursos da plataforma Windows Store. Se você for um desenvolvedor da Web, pode aproveitar a Web e a habilidade de desenvolvimento de jogos para a Web que você já tem para criar um jogo que pode render lucros por meio da Windows Store. Para jogos interativos em 3D, recomendamos que use C++ com DirectX (e opcionalmente XAML), que será o assunto principal do resto desse artigo.

Componentes de desenvolvimento de jogos

O Windows 8 oferece uma tecnologia interna de jogos que vem com toda versão do OS e reside em cada PC, e assim você não precisa se preocupar com a distribuição ou gerenciamento de várias versões. Não há necessidade de encontrar, baixar e instalar outros componentes.

Os componentes e bibliotecas de desenvolvimento de jogos do Windows 8Figura 1: Os componentes e bibliotecas de desenvolvimento de jogos do Windows 8

Desde os elementos gráficos, áudio e entrada, até a E/S de arquivo, agendamento, matemática e rede, cada componente é acessível na linguagem de desenvolvimento que escolher. Os componentes de nível mais baixo oferecem mais flexibilidade, gerenciamento de recursos e desempenho, mas podem precisar de mais código para controlarem de forma abrangente o processamento e fluxo dos dados necessários. Com C++, existe uma linha direta para a GPU, a CPU e os serviços de nível baixo da plataforma Windows 8, o que permite escrever códigos de alto desempenho. Com as novas extensões de linguagem C++/CX, a sintaxe se aproxima da simplicidade do C#. Você obtém um gerenciamento de objeto transparente por meio da contagem de referências, e não há camada de tempo de execução, coleção de lixo ou comportamentos de compilação just-in-time que possam vir a comprometer o bom desempenho do jogo.

Para elementos gráficos em 3D e 2D, mídia, imagem e muitos dos outros componentes do jogo – as tecnologia DirectX do Windows 8 fornecem um conjunto abrangente de APIs, componentes e bibliotecas para a criação. Consulte Introdução ao desenvolvimento de jogos DirectX para ter uma visão geral e abrangente. A nova pilha gráfica do Windows 8 é mais integrada, tornando os componentes Direct2D, Direct3D, DirectVideo e DirectCompute mais fáceis de usar em conjunto e exigindo menos recursos duplicados do que antes. Também adicionamos suporte interno para os controles do Xbox com a biblioteca XInput. Para saber mais, consulte Trabalhando com entrada e controles em seu jogo em DirectX. As APIs melhoradas para áudio e mixagem de som com XAudio2 são abordadas na seção Trabalhando com áudio em seu jogo em DirectX , e as funções matemáticas simplificadas e tipos são discutidos no Guia de programação do DirectXMath.

Uma das maiores vantagens do enfoque de desenvolvimento do DirectX/C++ é você poder reutilizar quantidades significativas do seu código para criar um jogo da Windows Store (e jogo do Windows Desktop), um jogo de Windows Phone e um jogo do Xbox 360. As APIs DirectX são relevantes para todas as plataformas de jogos Microsoft. Tudo que você precisa para criar um ótimo jogo para o Windows está incluído no Tempo de Execução, no SDK do Windows e no Visual Studio 2012. Para obter informações sobre o SDK DirectX herdado, consulte Where is the DirectX SDK? Há vários modelos adicionais de desenvolvimento no Windows 8. Um modelo híbrido que dá suporte a Interoperabilidade entre DirectX e XAML (aplicativos da Windows Store em C++ e DirectX) fornece o melhor controle, desempenho e conveniência do kit de ferramentas de interface do usuário para WinRT.

Ferramentas de desenvolvimento

Fornecemos um ótimo conjunto de ferramentas para atender às demandas dos desenvolvedores de jogos da Windows Store. O Visual Studio 2012 tem um modelo para aplicativos da Windows Store em DirectX que oferece uma grande ajuda no desenvolvimento para Direct3D. O código de modelo fornece a infraestrutura de provedor de exibição básica, suporte de janelas e referências a todos os cabeçalhos e componentes necessários. Há outros modelos para explorar que oferecem a você a certeza de estar usando as práticas recomendadas qualquer que seja o modelo escolhido de desenvolvimento de jogos.

Além disso, novos recursos do Visual Studio 2012 foram adicionados para melhorar o desenvolvimento, a depuração e a criação de perfil dos jogos. Os investimentos das Ferramentas gráficas do Visual Studio 2012 foram feitos para garantir que o desenvolvimento de aplicativo gráfico tivesse uma integração perfeita. Trabalhe com modelos em 3D, exiba texturas e imagens ou crie, edite e compile sombreadores HLSL sem sair da interface IDE que você conhece. A depuração de aplicativos intensivos gráficos DirectX no Visual Studio 2012 agora é mais intuitivo com a integração dos recursos de captura e reprodução de API gráfica (anteriormente conhecido como PIX do Windows).

Exemplos e tutoriais

Esses exemplos fornecem uma grande variedade de códigos de exemplo para você começar rapidamente o desenvolvimento de jogos. Cada exemplo é voltado para uma tecnologia ou técnica em particular. Os tutoriais e exemplos foram desenvolvidos levando-se em conta uma progressão. Estão em ordem lógica começando com a menor quantidade de código e a abordagem mais simples para ajudar você a começar. Cada novo exemplo se agrega ao exemplo anterior com mais um ou dois conceitos até que todo o jogo seja criado. Escrevendo código para aplicativos da Windows Store (DirectX e C++) explica algumas das coisas que você precisa saber sobre como criar código DirectX and C++ para aplicativos da Windows Store.

  1. Tutorial do Direct3D: Este tutorial em cinco etapas mostra como inicializar o Direct3D, escrever na superfície e exibir atualizações da superfície usando a cadeia de permuta. O "cubo girando" exibido nesse exemplo se estende a outros exemplos do Direct3D, e por isso é um ótimo lugar para se começar se você já conhece as APIs do Direct3D.
  2. Exemplo de toque do DirectX: Esse item mostra o suporte a toque adicionado ao cubo girando do D3DTutorial. Especificamente, esse item mostra como conectar as atualizações de animação do Direct3D aos eventos de toque fornecidos pelo Tempo de Execução do Windows. Veja o exemplo de mapeamento de rugosidade para a navegação com gesto de pinçagem para aplicar zoom.
  3. Exemplo de sprite do Direct3D: Isso fornece a implementação de comportamento do Direct3D em lote de sprite, similar à API SpriteBatch XNA. Sprites são bitmaps em 2D que podem ser transformados e gerenciados independentemente em uma cena 3D, geralmente usados em jogos em 2D, ou para representar em computação objetos caros ou distantes em jogos em 3D.
  4. Exemplo de carregamento de recursos: Esse item demonstra uma abordagem de carregamento de recursos e ativos como sombreadores, texturas e malhas. (Observe que cada tipo de conteúdo tem uma regra de criação associado a ele no projeto. Você pode adicionar seus próprios aplicativos de processador de conteúdo e criar suas próprias regras para invocá-los.)
  5. Exemplo de mapeamento de rugosidade do Direct3D: Isso demonstra o mapeamento de rugosidade usando um mapa normal e a iluminação por pixel. O exemplo fornece códigos para iluminação sombreada de superfície de um objeto usando um mapa normal e uma textura de cor. Também implementa um controle com gesto de pinçagem para aplicar zoom muito básico sem um reconhecedor de gestos.
  6. Exemplo de processamento posterior do Direct3D: Isso demonstra o processamento posterior da cena simples do cubo girando usando buffers intermediários dimensionados para baixo em um aplicativo da Windows Store em C++ com Direct3D. Esse item demonstra o uso de dois sombreadores diferentes dependendo do tipo de nível do recurso de hardware. O destino de renderização intermediário pode ser modificado para renderizar uma superfície menor para melhorar o desempenho e, em seguida, dimensionar para cima até alcançar a resolução nativa final do dispositivo para obter alta qualidade.
  7. Exemplo de reprodução de arquivo de áudio AUDIO2: Esse aplicativo de exemplo mostra como incorporar as APIs do XAudio2 de efeitos sonoros interativos de baixa latência ao seu jogo DirectX para obter uma experiência de audição melhor.
  8. Exemplo de controle de jogo XINPUT: Esse item mostra como adicionar o suporte para o controle de Xbox ao seu jogo DirectX. Ele lê as entradas de um controle do Xbox e exibe os dados dos movimentos dos sticks analógicos e dos pressionamentos de botões. Esse item mostra como obter um estado de entrada de um controle conectado e desenhar no visor usando o Direct2D e o DirectWrite.
  9. Exemplo de 3D estereoscópico do Direct3D: O Windows 8 dá suporte ao 3D estéreo como recurso central do OS. Esse aplicativo mostra como incorporar 3D estereoscópico ao seu jogo DirectX. Esse item também demonstra como responder às alterações estéreo do sistema no Direct3D.
  10. Avaliações e compras no aplicativo são tão importantes para o sucesso dos jogos que esse item aborda o modo de usar a API de licenciamento fornecida pela Windows Store para determinar o estado de licença de um jogo ou de um recurso que está habilitado por uma compra no aplicativo.

A seguir encontram-se exemplos completos que integram técnicas individuais a jogos inteiros:

  • DirectX Simple 3D Shooting Game: Esse aplicativo de exemplo completo e as instruções abrangentes de código mostram como incorporar vários tipos de controle e técnicas do DirectX em um jogo simples de galeria de tiro em primeira pessoa. Se você já conhece os conceitos básicos de todos os exemplos de técnicas individuais, esse é uma boa oportunidade de ver em ação todos os componentes de um jogo da Windows Store em Direct3D.
  • Jogo simples de tiro em 3D em DirectX XAML: Esse item demonstra a implementação completa básica de um jogo simples em 3D e em primeira pessoa usando o DirectX (Direct3D 11.1, Direct2D, XInput e XAudio2) e XAML em um aplicativo C++. O Direct3D é usado para renderizar o conteúdo 3D, e o XAML é usado para a exibição de alertas e as mensagens de estado do jogo.
  • Exemplo de jogo de labirinto de bola de gude DirectX: Esse aplicativo de jogo completo é um simples jogo de labirinto no qual o jogador tem que rolar uma bola de gude por meio de um labirinto com armadilhas usando os controles de inclinação. Esse item demonstra como colocar todos os componentes do jogo em um único aplicativo. Também fornecemos observações úteis sobre esse aplicativo na forma de um instruções completas de código.

Técnicas para desenvolver jogos

Vale destacar vários padrões de desenvolvimento, práticas recomendadas e técnicas que são particularmente relevantes ao desenvolvimento de jogos:

  • Focando em diferentes níveis de recursos do Direct3D ajuda a entender como otimizar em conjunto muitos dispositivos que têm diferentes níveis de desempenho gráfico. Isso permitirá que você alcance um público maior para o jogo da Windows Store criado para o Windows usando DirectX com C++.
  • A programação assíncrona garante que o jogo tire vantagem de CPUs com vários núcleos e hyper threads. Os elementos gráficos, de áudio, lógica, E/S de arquivo e rede do jogo podem ser todos postos em paralelo para obter um melhor desempenho e duração da bateria.
  • Use a paralelização do pool de threads para jogos da Windows Store em vez das tradicionais APIs de threading (como o CreateThread). O modelo da tarefa é especialmente importante para oferecer e assegurar a existência de uma interface de usuário com capacidade de resposta, conforme descrito nessa postagem.
  • Dando suporte à orientação de tela aborda a rotação de tela e o dimensionamento de DPI do conteúdo e entrada para aplicativos DirectX. Isso ajuda a garantir que o jogo funcione bem em várias resoluções de tela.
  • Adicionando controles move-look ao seu jogo explica uma técnica de navegação tradicional similar à do mouse que foi adaptada para adicionar toque ao modelo de desenvolvimento da Windows Store.
  • Desenvolvendo controles de mouse aborda a implementação de controles de mouse relativos, o que oculta o cursor do sistema e retorna coordenadas relativas de tela em vez de valores absolutos.
  • Requisitos para a publicação de jogos provê os desenvolvedores de jogos do Windows 8 com informações sobre as ferramentas e o suporte para cenários de publicação de jogos comuns, como a certificação de classificação e o empacotamento.
  • Dando suporte a processadores ARM E Windows RT coloca o jogo da Windows Store em DirectX para funcionar nos dispositivos do Windows RT, com foco no nível de recurso Direct3D 9_1 e compilação de um pacote ARM.

Usando middleware para reduzir o tempo ou custo de desenvolvimento

Desenvolver jogos profissionais de alta qualidade pode custar caro. Desenvolver jogos para várias plataformas pode ser complexo, propenso a erro e mais caro ainda. Muitos estúdios de criação de jogos criam ferramentas e desenvolvem tecnologias de produção que produzem o processo de desenvolvimento do jogo ou "pipeline". Esses investimentos ajudam os estúdios de criação a aproveitar seus ativos de jogos entre diferentes jogos e plataformas. Criar mecanismos, kits de ferramenta de interface de usuário, oclusão de visibilidade, simuladores físicos, criação de vídeo e áudio, interpolação de animação e inteligência artificial são apenas algumas das categorias de tecnologia geralmente envolvidas no desenvolvimento de jogos. Algumas tecnologias de jogos podem levar anos até serem desenvolvidas e ajustadas.

Os pipelines proprietários de jogos são incrivelmente valiosos, e muitos estúdios consideram os investimentos tão estratégicos quanto os jogos que criam. Entretanto, nem todo mundo pode arcar com o tempo e custo de desenvolver um pipeline. Por sorte, fornecedores de terceiros oferecem pipelines de desenvolvimento completos ou bibliotecas de tecnologia em separado que fornecem essas funcionalidades. Desde o lançamento do Windows 8, muitos fornecedores de middleware de jogos fizeram a migração dos seus produtos para o novo modelo de aplicativo da Windows Store. Usando esses produtos, seu produto chega à Windows Store mais rapidamente e com muito menos risco. Com o tempo, esperamos que mais fornecedores anunciem e disponibilizem produtos para o desenvolvimento de jogos da Windows Store. A seguir (em ordem alfabética) apresentamos uma lista de fornecedores de middleware de jogos de terceiros que (até a publicação desse artigo) anunciaram ou disponibilizaram versões de seus produtos que tem suporte para o desenvolvimento de jogos do Windows 8.

  • Appcelerator
  • appMobi {!}
  • Audiokinetic Wwise
  • Autodesk Scaleform
  • Cocos2d
  • Epic Unreal Engine 3
  • Exit Games Photon Server
  • Fortumo Mobile Payments
  • Firelight Technologies FMOD
  • GameSalad Creator
  • Havok Physics
  • Havok Vision Engine
  • MonoGame
  • Ogre Rendering Engine
  • NVIDIA PhysX
  • Scirra Construct 2
  • SharpDX
  • ShiVa3D
  • SlimDX
  • Unigine Engine
  • Unity 3d
  • Yoyo Games GameMaker
   

XNA Game Studio da Microsoft é um pipeline de desenvolvimento de jogos que se concentra no Xbox 360, Windows Phone e Windows. Contudo, não é compatível com o desenvolvimento de jogos da Windows Store (embora os jogos XNA não tenham suporte como os aplicativos de desktop do Windows 8. O desenvolvimento DirectX com Visual C++/CX pega emprestado muitos padrões e práticas do XNA e compartilha muitas similaridades conceituais. Por isso muitos desenvolvedores de jogos XNA vão achar, mais do que nunca, relativamente fácil a migração para o desenvolvimento em DirectX e C++. Como alternativa, vimos desenvolvedores usar com sucesso a biblioteca MonoGame, que replica muitas funcionalidades do XNA Game Studio. Vários artigos foram escritos sobre o aproveitamento dos ativos criados com XNA para jogos voltados para a Windows Store. Esse é um link com mais informações sobre o assunto.

Recursos adicionais para desenvolver jogos

Resumo

O Windows 8 mudou os PCs com fatores forma novos, tecnologia inovadora e modelos de comércio lucrativos que são perfeitos para os jogos. A plataforma representa um terreno fértil de oportunidades para quem aproveitar. A Windows Store tinha milhares de jogos na época em que esse artigo foi escrito, e esse número cresce diariamente. A meta dessa postagem é ajudar a entender o que seria necessário para você mesmo criar um ótimo jogo da Windows Store e aproveitar essas possibilidades. A informação tinha como intuito esclarecer o modo como o Windows 8 pode deixar o desenvolvimento de jogos mais fácil, criativo, inovador e rentável. Vimos quais as ferramentas, tecnologias e serviços estão disponíveis na plataforma e quais tecnologias de terceiros estão disponíveis. Enquanto aguardamos a chegada da Game Developer Conference anual, em São Francisco, consulte esta postagem para obter orientação sobre como desenvolver jogos da Windows Store.

Vamos jogar!

Shai Hinitz, Gerente de programas sênior

  • Loading...
Leave a Comment
  • Please add 4 and 1 and type the answer here:
  • Post